5.7.08

In Memoriam… CARLOS ALVAREZ

Pois meus caros, não é sem alguma emoção que venho com este post fazer uma homenagem a este antigo jogador do Vitória, entretanto falecido: o Carlos Alvarez.

Digo-o pelo seguinte:
Enquanto passeava casualmente pelo magnífico blog «Glórias do Passado», que presta um fantástico e inestimável serviço ao vitorianismo e à memória do nosso Vitória, estive a ler o post dedicado ao Carlos Alvarez.

Essencialmente porque o Carlos Alvarez foi daquelas contratações com que, na época, rejubilei.
Digamos que era daqueles jogadores que sobre o qual dizia para mim: “se eu decidisse contratava este gajo” (como há dois anos insisto com o Cristiano); sendo que nessa altura, tive a rara oportunidade de ver esse desejo, casualmente, satisfeito pela Direcção da época.

No entanto, para fugir à regra do eu já sabia que ia dar craque, o Alvarez foi efectivamente um bom jogador, que cumpriu, mas que nunca deslumbrou.

Era um jogador discreto, com um estilo de jogo muito simples e directo, sem invenções (como eu gosto) e que punha a bola onde tinha que o fazer. Digamos que era daqueles jogadores que fazia o futebol parecer um jogo muito mais simples do que aquilo que por vezes parece. Simplificava procedimentos. Nessa simplicidade acompanhada de eficácia o Alvarez demonstrava também o seu carácter, como homem simples e discreto. Tal como jogava.

Voltando ao meu passeio pelo «Glórias do Passado», enquanto lia o texto, pensei para mim que quando fosse o aniversário do seu falecimento, haveria de vir aqui ao nosso blog deixar um post dedicado ao Alvarez. Depois ainda pensei: “mesmo que venha aqui a data de falecimento, nunca mais me vou lembrar depois quando for o dia…
Eis quando vou verificar o dia do seu falecimento: 5 de Julho de 2006.
Sem noção da data, baixei o rato ao canto inferior direito do meu PC para ver que dia era hoje: 5 de Julho de 2008!
Fod*%#$! Ele há coincidências premonitórias…
Daquelas porreiras para os crentes das diversas profecias inventarem articuladas teorias sobre a verdadeira origem de uma tal coincidência.

Pois para mim, tratou-se apenas de uma simples, mas muito feliz, coincidência.
Que me fez lembrar de modo ainda mais especial este jogador do Vitória que muito apreciei.
Que me fez vir aqui recordar o homem que morreu apenas com 35 anos, em circunstâncias estranhas e inusuais.
Que me fez ter o impulso de aqui vir partilhar convosco este episódio, mas muito mais do que isso, aqui vir partilhar convosco a homenagem a um jogador de futebol e a um homem, que serviu com elevada dignidade o nosso Vitória.

Até sempre Alvarez!

Etiquetas: , ,

publicada por Paquito @ 01:12  

0 Comentários:

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page