25.5.10

Acta Número Oito

NOTA PRÉVIA:
Esta Acta que apenas hoje se apresenta a votação das Velhas Glórias viu atrasada a sua publicação dado que aquando da sua redacção foi derramado um tinteiro por cima das anotações da mesma, inviabilizando a sua mais rápida publicação. Mais se informa que, apesar disso, nada foi omitido da mesma Acta e tudo o que nela consta é (até ver…) a mais pura das verdades.
Posto isto, “aqui vai aço!”.


Aos doze dias do mês de Fevereiro do ano da Graça de dois e mil e dez, na sede oficiosa (porque ainda não foi colocada a placa, que está em restyling), nesta cidade de Guimarães, reuniu em Assembleia Geral Extraordinária, o blog D. Afonso Henriques, conforme convocatória postada antecipadamente, com a seguinte Ordem de Trabalhos:

ORDEM DE TRABALHOS

1. Degustação de Ovos Verdes (em quantidade e qualidade decentes)
2. Avaliação (atrasada) de:
- Época 2008/2009
- Contratações de Verão 2009
- Pré-época 2009/2010
3. Época 2009/2010 (até esta altura)
4. Dispensas/Contratações de Inverno 2010
5. Eleições
6. Previsões/recomendações para o futuro
7. Verificação do ponto de situação da Placa
8. Análise de outras Ligas (nomeadamente a Escocesa)
9. Outros assuntos

Por volta das vinte horas este vosso escrivão assomou à porta da distinta casa gerida pelo Hélder Cabral, onde nos encontramos frequentemente para debater assuntos relacionados com o Vitória. Confesso que estranhei ao ver no bar um indivíduo com uma guitarra eléctrica cantando o hino do “Lisboa”, celebrizado na voz de Luís Piçarra. Fosse ele vivo e atiraria certamente um copo à cabeça do “cantor”, tal era a desafinação do dito.

Após ter demonstrado ao Hélder Cabral o meu mais profundo desagrado por tão abjecta brincadeira num local de culto vitoriano, dirigi-me ao nosso cantinho. Qual não foi o meu espanto quando me deparei com um enorme prato, quase a deitar por fora, com os nossos estimados Ovos Verdes.

Pouco tempo depois, chegava o nosso Decano que, na sua habitual eloquência desferiu mais um dos seus venenosos contra-ataques verbais contra o Hélder Cabral, “parabenizando” por outro lado o fiel escudeiro do Hélder (nativo das terras de Vera Cruz) pelo facto de ter sido ele a providenciar tamanha quantidade de Ovos Verdes, que prontamente provamos sem qualquer parcimónia. Isto porque foi necessário verificar se não havia escutas dissimuladas dentro de cada um dos Ovos Verdes…
Enquanto analisávamos minuciosamente os Ovos Verdes, foram chegando Ibraim, Ademir, Pedro Mendes, Cascavel, N’Dinga, Gregório Freixo e Edmur.
Reunida a equipa e registadas as ausências, a equipa, agora reforçada, atacou em força os Ovos Verdes, demonstrando um entrosamento digno de registo.

Durante este período de aquecimento foi proposta à mesa a adesão deste blog ao Facebook, proposta liminarmente recusada, dado que não se chegou a acordo sobre quem seria o “lavrador” responsável por gerir a quinta do blog no Farmville. Por outro lado, se esta rede social tivesse um jogo com Legos, esse seria um caso a ponderar.

Prosseguindo com o repasto, Ademir decidiu propor que este grupo se disponibilizasse a assumir humildemente uma candidatura às eleições no Vitória. Seria uma campanha sem quaisquer declarações à imprensa, a não ser um comunicado (sem direito a perguntas), com a composição da lista. Entrevistas e debates estariam claramente fora de questão. A referida lista foi composta e divulgada poucas horas depois neste blog.
De registar que o Cascavel se recusou a tomar parte desta lista, facto que originou alguns comentários do Ademir. O avançado brasileiro deixou no ar a ideia de que se o “matador” não queria participar nesta lista era porque já estava comprometido com outra. O nosso ponta de lança brasileiro negou veementemente tais afirmações, mas o que é facto é que a suspeita pairou no ar durante todo o jantar… Este foi mesmo por várias vezes invectivado a dizer o que sabia sobre a constituição de uma lista em particular, tendo permanecido em silêncio sobre essa matéria. Mesmo assim, não se livrou da suspeita de ter inside information sobre isso. Para “apimentar” a discussão, falou-se também da presença ou não de dois elementos da família Pimenta Machado nas eleições, sendo que foi realçado pelo capitão que, relativamente a esse facto quem tinha inside information seriam o Ademir e o Jeremias. Para provar a veracidade do que o Capitão havia dito, Ademir puxou do seu telemóvel e em poucos minutos conseguiu chegar à fala com um dos supostos membros de uma das listas, membro esse que negou a sua participação no acto eleitoral. Desnecessário é dizer que, apesar de muitos não nos considerarem, somos de facto gente muito bem colocada e com grande influência nos areópagos do poder vitoriano…

Por falar em regressos, debatemos também os regressos ao Vitória de alguns treinadores. A conclusão geral foi que os vários “retornados” que já cá passaram não foram muito felizes, mas as suas primeiras passagens por cá deixaram algumas saudades, nomeadamente o caso de Marinho Peres. Relativamente a jogadores, o caso é bem diferente, como se tem visto, por exemplo, esta época com Nuno Assis. E todos concordámos que seria uma grande alegria que jogadores como Fernando Meira e Pedro Mendes terminassem as suas carreiras no Vitória.

Entretanto ficou decidido que a Ordem de Trabalhos seria alterada, optando-se por discutir os assuntos que fossem propostos e na ordem que fosse entendida por todos.
Foi também nesta altura que o decano Jeremias propôs que se criasse o “Prémio Carlitos” (em homenagem ao nº7 vitoriano), para ser atribuído a todas aquelas Velhas Glórias que, fazendo parte do plantel do blog, não tenham comparecido aos jogos (leia-se “Cimeiras”) nem treinado (leia-se “contribuído com posts, comentários aos jogos ou pontuações de jogadores”) durante os últimos meses. Apesar da saudável conversa que esta proposta suscitou, o assunto não ficou decidido, tendo baixado à Comissão de Análise (seja lá o que isto for…), para ser avaliada. Mas, o aviso ficou dado…

Registe-se também o comentário sobre o facto de não sabermos ao certo como vão as estatísticas dos “Melhores em Campo”…

Prosseguiu-se com a Cimeira, com uma interessante discussão sobre os negócios falhados da Direcção do Clube e de outros em que o Vitória poderia ter ganho mais alguns euros, como foram os recentes casos das vendas do Geromel, do Pelé e do Rabiola.

Depois de termos despachado este assunto (bem como 2 travessas de Ovos Verdes e o jantar), regozijamo-nos com a entrada em campo do extremo Capucho, que rapidamente se sentou e se entrosou, participando activamente nas conversas.

Dado que a noite avançava e a conversa já ia longa relativamente às eleições, discutimos en passant a Época 2008/2009, as contratações de Verão 2009, a Pré-época 2009/2010 e a Época 2009/2010. Todos concordamos que os jogadores do Vitória (e a sua Direcção) poderiam e deveriam ter feito muito mais e melhor e que as lesões, castigos e arbitragens não justificam tudo…

Chegada a hora da abordagem à Liga Escocesa, os assuntos foram os mais variados, desde a situação político-económica do país à situação interna de alguns partidos como o PSD, o PS…e os outros.

Os copos de puro malte iam sendo degustados lentamente, quase tão lentamente como as jogadas do Carlitos. A conversa fluía e desviou-se para a qualidade gastronómica de alguns “restaurantes” da Primeira Liga, tendo sido feita a comparação entre o buffet vip do Dragão e o buffet vip do D. Afonso Henriques. Algumas Velhas Glórias já provaram ambos e afiançaram a qualidade de ambos os buffets, mas garantiram que, mesmo assim nenhum destes chega sequer aos calcanhares dos Rojões da D. Gusta da Adega dos Caquinhos…ou dos Kebab’s da Rodovia, junto ao cruzamento do Multiusos!

A talho de foice, Hélder Cabral (e o seu fiel escudeiro) foram também agraciados com alguns comentários positivos sobre a qualidade do nosso jantar, que terminou pouco depois, prometendo nós lá voltarmos assim que a Placa estivesse pronta para ser descerrada, já que se soube que o seu restyling estaria quase a terminar…

Depois de ter sido paga a conta e de algumas conversas particulares, já no exterior da nossa sede oficiosa, a equipa foi-se desfazendo, sendo certo que algumas Velhas Glórias rumaram lá para os lados do Largo João Franco, mas sem se saber ao certo o seu efectivo pouso. E assim, nada mais havendo a relatar, dou por encerrada esta acta que coloco à votação dos meus companheiros, para aprovação ou rejeição ou formulação de sugestões.

NOTA FINAL:
Devido ao problema do tinteiro supra referido (na nota prévia), há 2 frases nas notas à Cimeira das quais não me recordo o seu sentido nem a razão pela qual foram proferidas. Daí que, quem souber o porquê das mesmas, por favor esclareça…São elas:

1. “Ó Jorge Afonso, se fosses cor-de-rosa eras a Popota!” (referência a um possível candidato às eleições do Vitória)

2. “Tu estavas bem era a tosquiar porcos!”

Quem souber, por favor, esclareça na caixa de comentários...


Guimarães, aos dezanove dias de Maio de dois mil e dez.
Marek Miroslaw Saganowski

publicada por Saganowski @ 00:14  

5 Comentários:

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page