15.12.07

Nivel Europeu

Foi um grande jogo de Futebol !
Ao nivel dos melhores jogos dos melhores campeonatos europeus.
Aberto,em grande ritmo,bem disputado,com oportunidades de golo em ambas as balizas.
Estádio quase cheio,duas falanges de apoio entusiásticas (com os vitorianos a ganharem esse duelo),correctas,cada uma a dar o melhor no apoio ás suas cores.
E depois a delicia suplementar de ter sido um jogo correctissimo.
Intenso na disputa de cada lance mas com grande respeito profissional de parte a parte e com o pormenor,rarissimo em Portugal,de as equipas médicas não terem necessidade de entrar em campo uma unica vez.
Ou melhor,entraram uma vez para assistirem ...o árbitro !
Que também ele fez uma boa actuação.
Marcando o que era de marcar,"amarelando" quem era de amarelar,não inventado nem criando casos.
Apetece perguntar porque não é sempre assim.
O Porto ganhou porque aproveitou melhor as oportunidades mas o Vitória mostrou ao país,uma vez mais,que tem uma senhora equipa.
Temos boas razões para estarmos contentes apesar da derrota.
Os melhores:
1) Flávio Meireles
2)Desmarets
3)Andrezinho.
E agora,sábado,o Belenenses vai "pagar"...
Saudações Vitorianas

publicada por Jeremias @ 23:19  

10 Comentários:

  • Às 16 dezembro, 2007 15:27 , Blogger Saganowski disse...

    Caro Jeremias:
    Com essa frase já parecias o Mourinho…

    Adiante…
    Não tive oportunidade de me deslocar ao Dragão, apesar de a vontade de ir me ter estado a roer por dentro quase toda a tarde…

    Mas não fui e vi na TVI um fabuloso jogo de futebol. O Vitória mostrou mais uma vez por que razão é que há 13 jornadas que os seus jogos são todos televisionados (seja em canal aberto ou não): porque tem um treinador/equipa que gosta de futebol ofensivo, rápido e bonito…
    E depois há os adeptos…Mas quanto a isso é desnecessário falar! Quase 3 mil a saltar nas bancadas, a cantar, a puxar pela equipa, a mostrar que SOMOS ÚNICOS!!!

    Quanto ao jogo, confesso que esperava um Porto mais atacante na primeira parte e fiquei admirado por ver tantas falhas dos avançados…
    Gostei muito da forma como jogamos, de igual para igual, mostrando por que razão é que dizemos que todos os nosso jogos são para ganhar!
    O nosso jogo foi bonito, compacto e coeso…enfim extraordinário, sendo eu hoje obrigado, pela primeira vez, a dar notas a jogadores que ainda não mereceram as minhas considerações…acho que já sabem de quem estou a falar...
    Notei que o Vitória podia ter jogado mais ao primeiro toque (como fez tão bem nos primeiros jogos da época) e explorado assim algum cansaço dos jogadores portistas.

    Concordo com o Jeremias quando ele diz que foi um grande jogo de Futebol, ao nível dos melhores jogos dos melhores campeonatos europeus e em, que o árbitro nem se viu…ainda bem!
    Lamento termos perdido por 2 e não termos marcado nenhum" Apesar do esforço que fizemos para o conseguir…ficam as tentativas! E em mim fica a ideia de que, em Dezembro É MESMO PRECISO ir buscar um “matador”! Onde???…Isso é que não sei! Mas também se calhar é por não saber onde os há que não faço parte da direcção do nosso clube!

    Apesar da derrota, estou muito contente…
    E agora, cá vai a minha tômbola:

    1ºFlávio (muita da inoperância portista se deveu a ele…enquanto teve pulmões!)
    2ºAndrezinho (está um excelente lateral; só tem é de ir mais vezes à linha para cruzar)
    3ºAlan (finalmente vi o Alan a fazer um bom jogo; será por ter jogado contra a sua equipa? Espero que não e que assim continue…)

    E para a semana, que é Natal, que tenhamos um bom presente vindo de Belém!!!

     
  • Às 16 dezembro, 2007 20:09 , Blogger ADEMIR ALCANTARA disse...

    Caros Vitorianos,

    Estive no Dragoum, e gostei do jogo.Grande apoio dos nossos, cantamos mais alto sempre, mesmo quando estivemos a perder.
    Assim é bonito, apoiar de principio ao fim. Ouvi elogios aos adeptos Vitorianos de vários sitios.
    O resultado é que não foi o melhor, alguma falta de sorte e desconcentração defensiva, mandaram-nos para casa com duas no saco.
    Do arbitro nada a dizer, nem se deu por ele.
    Mas para melhorar temos mesmo que rever a frente de ataque, arranjar quem marque e quem sirva um pouco melhor os atacantes.
    No entanto, a atitude e o jogo jogado só nos podem agradar.
    Gostei mais de:

    2 - Flávio (está de facto um Capitão!!!)
    2 - Geromel (apesar de não ter estado bem no golo portista evitou pelo menos mais um com um corte de nivel mundial)
    3 - Andrézinho - o que mais correu.

    Apetecia-me também votar do desgraçado do Helton, que com uma defesa fora do normal, impediu que o resultado fosse outro, mas, enfim, se a minha avó.....


    Sem mais, aguardamos pelos próximos, abraços e já vai sendo tempo de deixar aqui votos de Boas Festas a todos no caso de não o poder fazer pessoalmente, e claro,


    VIVA O VITÓRIA!!!

     
  • Às 17 dezembro, 2007 11:41 , Blogger CASCAVEL disse...

    Eu não gostei nada do jogo.
    Aquilo, talvez fruto da época Natalícia, pareceu-me uma espécie de "Jogo da Amizade".
    Houve muita admiração antes do jogo, simpatia e cortezia durante o mesmo e um Endeusamento, ridiculo e parolo, no final.
    A "estória" de jogar contra a 16º equipa da Europa, tantas vezes referida pelo "mister" durante a semana que antecedeu o jogo, pareceu-me absolutamente ridiculo.
    Ao ouvir as declarações até cheguei a pensar que o jogo ia ser disputado entre duas equipas de campeonatos diferentes.
    Durante o jogo os nossos jogadores, talvez por defrontarem a 16ª equipa da Europa, foram muito amorfos, sempre mais preocupados em levantar os adversários quando eles caiam do que propiriamente em "meter o pé à bola", não demonstraram ter ambição, garra e pareceu-me com pouca (para não dizer nenhuma)determinação em ganhar o jogo.
    Fiquei com a ideia que para eles participar num jogo no campo da 16ª equipa da Europa já era o bastante.
    O VITÓRIA, para mim, no dragão, não jogou nada.
    Teve imensas falhas na defesa, sem categoria no meio campo e inexistente no ataque.
    Desculpem lá mas foi assim que eu vi o jogo.
    Claro que durante o jogo, como sempre acontece quando jogámos contra os "grandes", houve o de sempre: Quaresma precisou de simular 3 faltas e só à terceira é que viu um amarelo, o Flávio sofreu uma falta junto à área do Porto, o árbitro marcou ao contrario, ele, claro, protestou (uma vez apenas) e levou logo um amarelo; os golos do porto, resultaram de lances que, ao contrário, eram fora de jogo...
    É assim há mais de 30 anos.
    Isto nunca mais tem um fim.
    Quando será que o VITÓRIA ganha um jogo a esta gente beneficiado pela arbitragem?????
    Depois, no fim do jogo, apareceu o treinador do VITÓRIA, com um sorriso estampado no rosto, a dizer que se devertiu muito com o jogo e que foi jogar "cara a cara" contra a 16ª equipa da Europa.
    Para mim, Endeusamentos existem com o Real Madrid, Milan ou Man. Utd, tudo om resto é farinha do mesmo saco.
    O problema é que me esqueço muitas vezes que o nosso treinador é adepto do Olhanense.....
    Desculpem lá mas com todo este "circo" dificilmente o VITÓRIA podia regressar a Guimarães com um resultado positivo.
    OS MELHORES:
    (apenas) OS ADEPTOS DO VITÓRIA!!!!!
    É definitivamente o melhor que este clube tem!
    A quantidade que foi ao Porto fez-me recordar a mega deslocação a Sevilha, faz agora 2 anos, numa eliminatória da Taça Uefa.
    Fantástico o apoio demonstrado à equipa durante todo o jogo, sem nunca temer o que quer que fosse.
    Para os adeptos Vitorianos, jogar na casa da 16ª equipa da Europa, ou no Santacombadense é exactamente a mesma coisa.
    Como deve ser, digo eu.
    Tivessemos nós, dirigentes, treinadores e jogadores como temos adeptos e outro galo, bem melhor, muito melhor, cantaria.
    Saudações Vitorianas.

     
  • Às 18 dezembro, 2007 11:09 , Blogger Gregório Freixo disse...

    Sábado fui ao Dragão.
    Jogaram Porto e Vitória.
    O Porto ganhou dois zero.
    Este foi o jogo que eu vi. Já o Cascavel viu certamente um jogo diferente do que ei vi.
    Onde ele viu jogadores amorfos eu vi jogadores que nunca viraram a cara à luta e que deram tudo o que tinham.
    Onde ele viu jogadores sem ambição, eu vi uma equipa a enfrentar o Porto de peito aberto e a pressionar bem subido junto à área deles.
    Onde ele viu que o Vitória não jogou nada, eu vi o Vitória, ressalvando algumas falhas defensivas a corrigir, a fazer um belo jogo de futebol.

    Por fim, uma última achega: também eu acho que os nossos adeptos são os melhores do mundo e que estiveram fabulosos no apoio à equipa. O curioso é que eles que pagaram bilhete, estiveram horas sob um frio glacial, deram tudo o que tinham e não tinham, no fim apoiaram e aplaudiram os jogadores. Os tais que o Cascavel, que não se deslocou ao Estádio, qualificou de amorfos e sem ambição...

    Votos:
    1. Flávio Meireles
    2. João Alves
    3. Geromel

     
  • Às 18 dezembro, 2007 18:51 , Blogger CASCAVEL disse...

    Meu caro "girente",
    Seguramente vimos jogos diferentes.
    É também por isso que o futebol é bonito.
    Para mim jogar bem futebol significa defender bem, ter posse de bola, acerto na sua entrega, criar opotunidades e..... marcá-las.
    Pode ter sido da TVI mas, ao VITÓRIA, no jogo de sábado, não vi nada disto.
    Falhas defensivas foram imensas, posse de bola bem inferior ao adversário, apenas uma jogada bem delineada (a da cabeçada do Alan) e golos...não vi nenhum.
    Acredito que pelo menos a falta de golos não foi falha da TVI. Os jornais do dia seguinte assim o confirmaram.
    Foi assim que eu vi o jogo.
    Podem vir com a "parolice" de que o adversário era a 16ª melhor equipa da Europa (até podia ser do mundo...) que a mim não me convencem.
    Depois com detestei as declarações do técnico antes - que claramente condicionaram a atitude da equipa -e sobretudo depois do jogo, ainda mais revoltado fiquei.
    Eu não ia defrontrar a 16ª melhor equipa da Europa e muito menos me diverti a ver o jogo.
    Pensava que o VITÓRIA apenas ia disputar mais um jogo da Superliga (prái o milésimo da história do clube!!!!!) e no final do jogo nem um dente me conseguiam ver quanto mais um "sorriso de orelha a orelha".
    O VITÓRIA, ao contrário do que parece fazer querer o "mister", acabou de fazer 85 anos e, na sua história, não faltam momentos em que bateu o pé aos grandes (mas com resultados positivos, ou seja, com pontos conquistados!!!!!), mesmo na casa deles e quase sempre roubado.
    É que, para quem ouve o nosso treinador, parece que o clube só tem um ano, ou seja, só existe desde que ele chegou a Guimarães.
    Confesso, já aqui o referi e por mais de uma vez, que não gosto das equipas grandes.
    São tantos anos de prejuízo (alguns foram mesmo "roubos de igreja") que não consigo ter outro sentimento para com eles.
    É também por isso que me recuso a ver jogos nos seus estádios (Selecção à parte, obviamente), porque sei o que habitualmente nos está destinado.
    Para lá ir, apenas convidado, com direito a repasto ( e dos bons!) e com meninas tipo "capa da Maxmen" a servir.
    De outra forma não vou. Não lhes consigo dar um cêntimo.
    Em Portugal, infelizmente, estámos habituado a ver directores, treinadores, jogadores, jornalistas, alguns adeptos e o resto do povo que gravita pelo futebol, terem uma admiração pelos "grandes" mediocre, subserviente e saloia e na qual, obviamente, eu me recuso a participar.
    É também por isso que gosto do Scolari!!!!!
    Porque acho que em Portugal é o ÚNICO interveniente no futebol que verdadeiramente lhes faz frente.
    Ou melhor, nem lhes passa cartão.
    Era o que mais faltava um CAMPEÃO DO MUNDO ficar Endeusado com a 16ª, 35ª ou 42ª (ou seja lá o que elas forem) equipas da Europa.
    Quanto ao facto dos melhores adeptos do mundo que, apesar da derrota, mesmo ao frio e tendo pago bilhete, terem aplaudido os jogadores do VITÓRIA no fim do jogo, digo, apenas, que muitas vezes os mesmos adeptos insultam directores, treinadores e jogadores e eu, como desta vez, também não os acompanho.
    Na altura do "oh Pimenta vai pró caralho", "oh Magalhães vai pró caralho", "oh Pacheco vai pró caralhor" e por aí fora, da minha boca não saiu um "aí", por mais pequeno que ele fosse.
    Porque é que agora havia de estar de acordo com eles?????
    Mas de uma coisa tenho a certeza, algo vai mal quando se perde um jogo e ainda assim se aplaudem os "artistas".
    Eu pelo menos não gosto desta prática e, por isso, também não gostava de a ver tornar-se moda no meu clube.
    Não é por nenhum caprico, é apenas porque não ajuda nada a engrandecer o clube.
    Apesar disso se antes do jogo fosse perguntado aos 3.000 Vitorianos onde iam ver o VITÓRIA jogar, de certeza que não tinham respondido que era à casa da 16ª equipa da Europa.
    Espero, para finalizar, que o Endeusamento tenha terminado no sábado. É que no próximo fim de semana há outro jogo (ainda que não parecendo, é do mesmo campeonato do do porto) que é preciso ganhar.
    Ou pelo menos tentar..... coisa que, infelizmente, não vi no último sábado.
    Saudações Vitorianas.

     
  • Às 19 dezembro, 2007 10:06 , Blogger Jeremias disse...

    É interessante esta troca de opiniões entre o Capitão e o Cascavel.
    Porque parecendo antagónicas não o são assim tanto acabando ambos por ter razão.
    Tem razão,e estou inteiramente de acordo com ele,o Cascavel quando se revolta contra a veneração aos grandes,os discursos divertidos perante a derrota,as variações de humor dos sócios,a recusa a ir aos antros dos grandes ver o Vitória por estar farto de ser roubado.
    E claro que o discurso da 16º equipa da Europa é de evitar a todo o preço.
    O FCP é do nosso campeonato.
    Tem razão o capitão quando elogia a qualidade do jogo,a postura dos sócios e o aplauso no final do jogo aos jogadores.
    Como ele também penso que os aplausos devem ser em função da atitude e não do resultado.
    Porque as vezes ganhamos sabe Deus como e outras vezes perdemos e saimos do estádio orgulhosos da nossa equipa.
    Como foi o caso.
    Essencialmente,Cascavel e Capitão,fizemos um bom jogo,que foi um grande espectaculo porventura o melhor do campeonato,jogando em casa do Porto,que tem melhor equipa,melhores jogadores e perdemos.
    Folclore das declarações á parte,houve apenas futebol.

     
  • Às 19 dezembro, 2007 10:24 , Blogger Gregório Freixo disse...

    Como uma vez aqui foi dito pelo defunto e saudoso Edinho: "Casca! Joga simples!"
    Bem sei que a apreciação a um jogo de futebol é das coisas mais subjectivas que há. Bem sei que o facto de estarmos em minoria numa determinada opinião não quer dizer que estejamos errados e os outros certos.
    Mas porra! Não achas estranho que todas as velhas glórias que até agora se pronunciaram; os tais três mil que foram ao Dragão e até a imprensa tenha gostado da exibição do Vitória?
    Repito: isso não quer que não possas ter a tua razão, mas eu no teu lugar pelo menos reflectia nessa realidade que algum significado deverá ter.

    Quanto a aplaudir a equipa quando perde, já o fiz muitas vezes e continuarei a fazer quando sentir que tiveram a postura correcta, quando correram e suaram, enfim, quando se mostraram dignos de usar a camisola branca.
    Em contrapartida, também já muitas vezes saí do estádio sem os aplaudir, em jogos em que ganhamos, o que continuarei a fazer sempre que achar que, apesar da vitória, não se honrou o nosso emblema.

    Por fim, quanto ao que diz o Jeremias, também eu não gosto da "veneração aos grandes, dos discursos divertidos perante a derrota, das variações de humor dos sócios, e também me custa ir aos antros dos grandes ver o Vitória ser roubado."
    Mas a verdade, é que nunca vi o Mister venerar os grandes (pelo contrário, quando disse que ia ao Benfica para ganhar, foi trucidado pela imprensa) e penso que a postura do Vitória em campo foi tudo menos de veneração; também digo que o Mister não se apresentou "divertido" no final, mas disse que se tinha divertido durante o jogo, o que é diferente; e por último, dizer que não creio que tenhamos sido roubados pelo Sr. Benquerença. É como diz: houve apenas futebol.

     
  • Às 19 dezembro, 2007 11:21 , Blogger CASCAVEL disse...

    Meu caro CAPITÃO,
    Vou tentar jogar simples!
    Eu, como tu, também acho que o Sr. Benquerença apitou bem o jogo.
    Acho, inclusivamente, que nos dois golos azuis cumpriu as determinações da Fifa: na dúvida mandou seguir!
    O problema, CAPITÃO, é que se fosse ao contrário, apesar das determinações da Fifa serem as mesmas, eram assinalados os respectivos foras de jogo.
    Percebes??
    É isto que a mim me revolta.
    E revolta-me porque isto é assim há muitissimos anos. Melhor, tem sido sempre assim desde que me lembro de assistir aos jogos e já lá vão uns aninhos...
    Quanto ao mais - actitude da equipa, qualidade do futebol praticado, opiniões do "mister", das "Velhas glórias" e dos "3.000" que lá foram - as divergências mantêm-se.
    Não faltarão oportunidades em que estaremos de acordo.
    Espero ter jogado simples.
    Saudações Vitorianas.

     
  • Às 20 dezembro, 2007 09:51 , Blogger Edmur disse...

    Só quem nao viu i jogo pode dizer que o Vitoria nao foi ao Dragao para ganhar... perdeu, mas a boa imagem que deixou nao passou despercebida a ninguem.
    Sobre a " vassalagem" aos grandes e pelo facto de Cajuda dizer que o Porto era uma das 16 melhores equipas da Europa, nao percebo porque tanto alarido.. é mentira por acaso??? nao estará o Porto nos Oitavos de final dfa liga dos campeoes, com mais 15!! equipas? Entao, neste momento o Porto é uma das 16 melhores equipas da Europa, e foi contra esta equipa que o Vitoria jogou no sabado.. nao ganhou, mas eu que estive lá nao me senti minimamente envergonhado com a exibiçao da nossa equipa, bem pelo contrario..
    Agora a votaçao:
    1º Flavio
    2ª Desmarets
    3º Gerromel

    Agora, é como dia o Jeremias, o Belenenses é que vai pagar!!!!

     
  • Às 21 dezembro, 2007 12:43 , Blogger N'Dinga disse...

    Caro Casca e demais companheiros:

    Não vi falta de ambição, nem vassalagem. Vi um bom jogo de futebol, com domínio repartido durante boa parte do jogo, muito equilibrado. Vi, ao contrário do Cascavel, um meio campo vitoriano que, pelo menos na 2.ª parte, mas já também em boa parte da 1.ª metade, dominou o jogo. Vi boas trocas de bola e poucos passes falhados (à excepção do desperdício que infelizmente têm constituído a maior parte das vezes, os chamados "últimos passes" por falta de um concretizador mais atempado e matador). Vi uma coisa que não tinha memória de ver (competições europeias incluídas), na 2.ª parte toda: o FCP a jogar em contra-ataque em sua casa, não passando do meio campo a não ser em lançamentos longos. Vi o Vitória instalado no meio campo adversário durante cerca de 20m seguidos, com recuperações sobre recuperações de bola antes da linha intermediária. Vi que o FCP tem avançados muito rápidos que sabem concretizar oportunidades em contra-ataque e aproveitar as naturais descompensações da defesa que quem está a jogar em ataque continuado. Vi um golo que, apesar da falha do nosso Geromel, foi marcado estando o Lisandro em fora-de-jogo e, depois, dominando a bola com a mão, mas ambas as situações só são perceptíveis na tv, pelo que, nem consigo achar que o árbitro tenha estado mal nessa situação. O golo do Tarik é completamente legal, de todos os ângulos que o vi. Vi o Quaresma a ser consecutivamente desarmado pelo Andrezinho que não conseguiu fintar nem meia vez e só conseguiu isolar-se num lançamento longo (lance do falhanço do Tarik) ou, tendo de fugir para a esquerda e centro (o falhanço dele e aquela tabela ganha no lance do golo do Tarik), foi tudo o que fez no jogo inteiro, aparte atirar-se para o chão porque não conseguiu passar pelo seu lado uma só vez. Vi um Flávio a meter no bolso o seu excelente homólogo Paulo Assunção. Vi que o Nilsson só fez duas defesas em todo o jogo, ambas na 1.ª parte (deve ser esse o ataque avassalador e a posse de bola toda do FCP...
    E vi que, queiras ou não queiras, o FCP não é deste campeonato. É a única equipa da BWin que eu acho que seria capaz de um resultado acima do meio da tabela em qualquer das 3 melhores ligas do planeta, o resto da Liga é que é do mesmo campeonato. Agora que não são imbatíveis... não, claro que não, isso não existe, que houve falhas no sector que menos costuma falhar, houve, que, a espaços, por estarmos a atacar, houve uma ou outra descompensação, também é certo. Aliás, se não é um pouco de sorte no início e um desarme fabuloso na 2.ª parte (mais um contra-ataque), o resultado até podia ter sido inacreditável.
    Mas acredita que fosse um Sagan ou um Paulinho Cascavel lá na frente e teria havido pelo menos uns 3 lances, além do do Alan, de golo iminente para as nossas cores, só não foram porque não estava lá quem devia estar, no tempo certo, porque bolas a cruzar a área toda do FCP sem ninguém lhes tocar ou a serem desviadas para canto in extremis, foram várias. A incrível diferença em número de cantos conquistados também testemunha bem o maior pendor atacante do Vitória. O que acho é que, quem não tem cão, caça com gato, por isso devíamos apostar mais no remate de meia distância, que tão bons resultados nos deu no início da época (e até temos alguns artistas).
    Claro que uma derrota não dá para rir, nunca dá, mas o sentimento de desconforto pode ser atenuado pela digna, esforçada e, em muitos momentos, dominadora e boa exibição, contra um adversário que já demonstrou à saciedade, ser superior ao resto dos contendores.
    Quanto à histórinha dos 85 anos vs. 1 ano, a verdade é que há, queiras ou não, um Vitória antes da Vitalis e um Vitória pós Vitalis, que há muito a fazer e que o projecto tem de ser a médio termo e acho que é isso que o Cajuda (e bem, para mim) tem andado a fazer: mentalizar os parolos (a expressão é tua) que, apesar de isto estar a correr melhor do que a encomenda, não somos equipa, neste momento, para lutar por Ligas dos Campeões. É preciso baixar as expectativas e a pressão sobre o grupo de trabalho. Fazer o nosso jogo, jogo a jogo. Mecanizar, reforçar e lutar. E, claro, nas palavras dele, "se pudermos ganhar, porque não havemos de ganhar?" Foi precisamente isso que vi a nossa equipa tentar fazer. Umas vezes a finalização sai (quase sempre dos pés dos médios) outras não... contingências do plantel que podemos ter.
    Pés assentes no chão, por favor!
    Votos:
    1. Flávio;
    2. Andrezinho;
    3. Alan.

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page