9.5.06

Referendo interno

A questão tem sido abundantemente debatida, mas penso que seria interessante que TODOS os membros deste blogue se pronunciassem sobre esta questão essencial para o futuro do clube.

Assim, dentro das hipóteses mais aventadas, qual deveria ser a atitude da Direcção do VSC?

1 - Vítor Magalhães demite-se sem mais e a breve trecho e provoca eleições antecipadas
2 - Vítor Magalhães manifesta vontade em continuar e apresenta projecto para o futuro, mas coloca o lugar à disposição da Assembleia Geral; neste cenário:
a) Deve manifestar que leva o mandato até ao fim mas não se recandidata (dessa forma assumindo a parte mais difícil que é o percurso pela 2ª Divisão)
b) Não deve demitir-se em AG porque a queda dos órgãos sociais em AG deixa o Vitória num maior vazio do que a demissão pura e simples sem qualquer AG
3 - Vítor Magalhães não se demite e prossegue o mandato regularmente até final sem qualquer consulta à AG acerca da sua continuidade

Se entenderem que há outras hipóteses, é favor dizer quais.
Vamos a votos.

publicada por Gregório Freixo @ 17:15  

15 Comentários:

  • Às 09 maio, 2006 17:41 , Blogger Pedro Mendes disse...

    Caro Capitão,

    Hipotese 1, devendo candidatar-se às futuras eleições, se for esse o seu desejo.

     
  • Às 09 maio, 2006 17:41 , Blogger ADEMIR ALCANTARA disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

     
  • Às 09 maio, 2006 18:03 , Blogger championsleague disse...

    Meus caros,

    Sou de Guimarães, sou Portista, e após ver as afirmações contra o Presidente do Vitória, resolvi escrever.

    E a frio, permitam-me que dê aqui a minha opinião relativa ao Presidente.

    É certo que o Vitória desceu à divisão de Honra, mas será que é apenas o Presidente o culpado? Ele terá a sua dose de culpa, até porque é o Comandante da Nau, mas daí a ser apelidado de incompetente, muita água deve rolar por baixo da ponte.

    Dizer que o Passivo aumentou com este Presidente e tudo o mais?

    Analisemos as coisas como elas são...

    Esta Direcção herdou um clube afundado em dívidas... Dívidas essas que ainda chegam hoje ao clube, sabe-se lá vindas de onde, tal como uma tranche do jogador Guga por pagar.

    As receitas de televisão hipotecadas até 2008. Salários em atraso. Dívidas à Segurança Social e ao Fisco de grande monta.

    Entretanto o que fez o Presidente?

    Foi pagando e devolvendo credibilidade ao clube. Nunca o ouviram queixar do trabalho que tinha à sua frente...

    Aguentou a Nau... Hoje fala-se do Vitória como um bom pagador.

    É certo que o Vitória nunca desceu com o Pimenta. Mas também é certo que o Vitória nas épocas más, andou sempre pertinho da 2.ª. A estrutura era tão fraca, que não possibilitava a que a equipa fizesse um ano tranquilo nas más épocas.

    Sabe-se como Pimenta deixou o clube, qual Vale e Azevedo em versão mais pequena. Fez contratos e despesas absurdas antes de sair, de forma a condicionar os futuros dirigentes.

    Sabe-se que Pimenta durante largos anos sempre disse que o Vitória precisava de vender jogadores para fazer o Complexo. O que aconteceu quando foi a eleições contra um adversário? Verificou-se que o Vitória do seu próprio dinheiro apenas investiu 120 mil contos no complexo. Só dos Pedros, o Vitória ganhou no mínimo 500 mil contos. Na equipa não investiu, como se sabe... Para onde foi o dinheiro?

    Vitor Magalhães demonstra ser um homem sério. Não só demonstra, como efectivamente o é.

    Parece-me que o Vitória começava a criar estrutura financeira para avançar definitivamente para uma realidade desportiva que lhe permitiria ser o 4.º grande. Não só em palavras, mas efectivamente.

    Aconteceu um revés, é certo, mas tal não se deve à débil estrutura do Guimarães de anos anteriores? Tantas vezes perto da segunda, um dia poderia acontecer.

    A falta de um pilar organizativo era mais que evidente. E este ano aconteceu, infelizmente!!!

    Agora tudo é fácil falar. Mas quantos de vocês vaticinaram a descida do Vitória com a equipa técnica e os jogadores que tinha no início da época?

    Ninguém, tal como o Presidente.

    Alguém disse mal do Pacheco quando foi contratado?

    Alguém disse mal do Dário no dia da contratação?

    Alguém disse mal do Antchouet no dia da contratação?

    Alguém disse mal do Wesley?

    Foi buscar o Paíto em Dezembro, etc, etc...

    E que se dizer de não ter chegado à final da Taça por mera infelicidade e ajudinha do árbitro em Setúbal, empurrando o Vitória para as cordas.

    Pois, mas depois do caldo entornado, tudo é mais fácil.

    É fácil atacar, é fácil apontar o dedo, etc., etc... E tentar encontrar um outro qualquer Pimenta será um passo atrás na criação da estrutura do Vitória. Esse outro quererá aproveitar o Vitória e a sua massa associativa para se evidenciar no mundo desportivo e para porem o Vitória novamente em frangalhos financeiramente.

    Sejam racionais e não tão emotivos e verão que tal é verdade...

    Agora sem dinheiro não se fazem omoletes... E este Presidente está a criar a tal base necessária a um clube firme e forte, potenciando o aparecimento dos ovos...

    Esta é a minha opinião, que me pareceu oportuna revelar.
    Cumprimentos

     
  • Às 09 maio, 2006 18:09 , Blogger Antonio Coimbra disse...

    o Sr Vitor Magalhaes deve ir embora imediatamente e nunca mais voltar.Ja nos deu vergonha que chegasse.
    Quanto ao portista de Guimaraes(não deve ser muito inteligente...)que se preocupe com o FCP e deixe o Vitoria em paz.
    Fale do pinto da costa,do apito dourado,da arbitragem do helio santos,do que quiser.mas deixe-nos sossegados.

     
  • Às 09 maio, 2006 18:19 , Blogger Jesus disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

     
  • Às 09 maio, 2006 18:22 , Blogger Jesus disse...

    Para mim qualquer solução é plausível desde que não crie condições emotivas para um regresso ao passado.

    A situação presente é má, mas poderá ainda piorar. Sinceramente, para mim, pior do que a descida à II liga foi a vergonha da assembleia dos capangas!!!

    Na minha opinião, e respeitando posição diversa, esse é o facto mais vergonhoso de sempre na história conhecida do Vitória!

    Esse acto manchou o muito de bom que Pimenta Machado fez no clube. Foi um grande Presidente, talvez o melhor, mas um comportamento daqueles não pode ser tolerado, esquecido ou branqueado.

    Reitero que fui um dos que subscrevi a petição a pedir a candidatura de Vítor Magalhães. Por isso estou solidário e sinto-me responsável com qualquer decisão que ele tome. Eu e mais 85% dos sócios.

    De todo o modo, e tendo em conta o momento crítico do Vitório deposito na sensatez dos órgãos sociais a decisão a tomar sendo que a mesma deverá assegurar como objectivo fundamental a não criação de condições emotivas para o regresso ao passado.

     
  • Às 09 maio, 2006 18:22 , Blogger ADEMIR ALCANTARA disse...

    Até os portistas gostam deste Presidente, é grande.
    Não o querem levar para lá para tapar o buraco financeiro do FCP, ainda que, sei lá, por caso tenham que descer um anito ou outro à 2ª??? Não querem??? Que estupidos. Não sabem o que perdem.
    Isto é que é um gestor, ou será que não é? Não sei, vocês sabem? O passivo foi resolvido como prometiam? Ou aumentou? mistério.... Mas é benquisto por este excelso portista, ainda bem, que o que o homem precisa é de opiniões desapaixonadas, ou se calhar de adeptos de outros clubes para fazerem "friamente" análises positivas. Parabéns meu amigo e felicidades, caro adepto desse clube do Sul,

    Abraços e

    VIVA O VITÓRIA!!!

     
  • Às 09 maio, 2006 18:28 , Blogger Zeca Zeferino disse...

    VM disse que não se demitia, é homem para não voltar atrás, portanto, eu que também sou crítico quanto a ele - embora reconhecendo que tem o seu grau de homem sério - voto pela opção 2, alínea b) por me parecer a menos susceptível de prejudicar o VITÓRIA no curto prazo. É preciso não esquecer que se está a verificar uma enorme divisão entre os adeptos, pelo que os interesses do nosso VITÓRIA podem sofrer muito com isso; o melhor, quanto a mim, será reservamos qualquer ajuste de contas com VM para o fim do seu mandato. Até pode ser que todos tenhamos sorte, valha-me Deus! Sou crítico em relação a VM - repito - porém, não acho que tenha todos os direitos para imolar um homem por ter errado, por exemplo, na escolha do treinador: e o presidente do Benfica, não errou na escolha de Koeman?; e o presidente do Boavista, não errou na escolha de Carlos Brito?; e o presidente do Belenenses não errou (DUAS VEZES, TAMBÉM) nas escolhas do Carvalhal e do Couceiro?! Enfim, se fôssemos capazes de revolucionar tudo em poucos dias (COMO FIZEMOS UMA TOURADA EM TRÊS DIAS) sem lesar o nosso VITÓRIA, talvez eu fosse com os outros - como se costuma dizer. O meu medo é real, se calhar nunca cheguei a patamares elevados na vida por causa deste medo, também me acho relativamente feliz - porque num mundo de tantas disputas para sobreviver não me tenho sentido mal com o meu prato de lentilhas. E o meu VITÓRIA como estado de alma nunca diminuirá comigo. VITÓRIA ATÉ MORRER.

     
  • Às 09 maio, 2006 18:35 , Blogger ADEMIR ALCANTARA disse...

    Caro Capitão,

    Para refazer o meu raciocinio, escolho a hipotese 2 mas sem determinar nenhuma alinea e com uma interrogação: que projecto para o futuro? Então não havia?
    Mas adiante, acho que devemos ser todos nós, em AG, a decidir porque, cada um de nós tem tendência natural a pensar de uma forma ou outra interpreta o sentir dos demais, e isso, só mesmo o contar dos votos o pode tirar a limpo, quer seja pela recusa da demissão desta Direcção nessa AG, quer seja pela marcação de eleições, apenas acrescento que, esta Direcção necessita de um sufrágio alargado aos sócios pois é uma evidência que nenhum de nós depositou a sua confiança neste destino e pelos vistos nestes "castelos na areia", para citar o próprio Presidente da Direcção.
    Para terminar, embora me encontre dividido pelo facto de achar que quem "comeu a carne deve comer os ossos" e aguentar o clube na Liga de Honra, por outro acho que quem diz que quer devolver o Vitória à primeira Divisão por, e cito de novo: "décadas, décadas e décadas" deve estar completamente distraido por isso era o que o clube era até à presente data, um clube que estava na 1ª precisamente "há décadas, décadas e décadas..."
    e enfim, vivemos no reino do disparate e tenho pelo menos direito a ter medo de que a incompetencia demonstrada este ano não seja fruto do acaso e se venha e verificar mais profunda e grave nos anos que se avizinham.
    Mas como disse e comigo muitos Vitoranos certamente não tem ainda opinião completamente formada sobre o que fazer, mas também acho que nos faltam ainda alguns dados para podermos julgar com mais certezas o que se nos afigura melhor para o Vitória, sempre dentro do dominio da simples opinião evidentemente.

    Ainda revoltado, triste e angustiado me despeço com aquele enorme Abraço e


    VIVA O VITÓRIA!!!

     
  • Às 09 maio, 2006 18:50 , Blogger N'Dinga disse...

    Voto na hipótese 2, porque:
    Por um lado estou absolutamente convencido da absoluta necessidade de uma AG. Não vejo mesmo como não a convocar. Entendo que a Direcção tem explicações a dar aos sócios e que o mais importante neste momento é fazer um balanço absolutamente claro, objectivo e sem margem para dúvidas do actual estado do clube a todos os níveis (o visível, já todos conhecemos), pois só assim os sócios podem formar e ter uma opinião sólida.
    Por outro lado entendo que deve continuar até ao final do mandato, mas tem de explicar o que se propõe fazer, olhos nos olhos.

    O que tenho é fundado receio que essa AG possa ser um momento muito confuso. Pode (e vai certamente) surgir a tentativa de destabilização. Alguns vão tentar concerteza espalhar a emoção desprovida de racionalidade e impedir que se consiga raciocinar a perceber muito do que a Direcção, concerteza, vai querer e tem de explicar. Sei, no entanto que não se pode escapar à convocatória da AG. Espero que haja calma, civismo e se queira realmente reflectir no presente e futuro do clube. Se for para não haver condições, espalhar o pânico e a emoção desenfreada, desabafar mágoas (embora também lá caibam) ou ressabianços de actos eleitorais passados, vingançazinhas pessoais e afins, a AG não vai servir para nada, a não ser para dividir aquilo que tem de se unir: a nossa família.

     
  • Às 09 maio, 2006 19:05 , Blogger ADEMIR ALCANTARA disse...

    Voto no segundo paragrafo do N´Dinga.

    Abraço

    VIVA O VITÓRIA!!!

     
  • Às 09 maio, 2006 21:20 , Blogger CASCAVEL disse...

    A minha opinião já aqui a expressei: MARCAR ELEIÇÕES e, caso entenda ter condicões para continuar, apresentar-se de novo a sufrágio.
    No fundo, deixar que os sócios decidam o futuro do VITÓRIA.
    Para mim não é possivbel outra solução.
    Saudações Vitorianas.

     
  • Às 10 maio, 2006 11:08 , Blogger Edmur disse...

    para mim a direcçao deve continuar o mandato ate ao fim, mas deve enfrentar os socios numa assembleia geral para esclarece-los e dar-lhes a conhecer a reealidade do clube ( financeira),explicar quais as medidas a ser tomadas no ambito desportivo. Eleiçoes nesta altura teria implicaçoes nefastas para a importantissima epoca que ai vem.
    Daqui a um ano teremos eleiçoes e ai o sr Vitor magalhaes e de acordo com a sua consciencia candidatar-se-á ou nao.

     
  • Às 10 maio, 2006 17:17 , Blogger Tito71-78 disse...

    A solução ideal e honrosa seria a demissão da direcção (hipótese 1), mas uma vez que esse Sr. já demonstrou intenções de o não fazer, a solução terá que passar pela AG.

    Em relação ao que o portista disse não teço qualquer comentário, apenas o ignoro.
    Agora espanta-me ver Vitorianos convictos que o Sr. VM ainda tem condições para continuar à frente do nosso clube. Uma pessoa que tem que sair do estádio numa carrinha do Corpo de Intervenção da PSP em notória ruptura com os sócios, um homem que vai ficar na história do Clube como o que levou o Vitória à descida passados 48 anos a militar na divisão maior do futebol português na minha opinião não tem condições para continuar (mas é a minha opinião e como um amigo meu costuma dizer ela vale o que vale!).
    Ele possui efectivamente legitimidade institucional uma vez que 85% dos sócios votaram nele nas eleições e o mandato ainda não terminou, mas a legitimidade moral já não a tem: os 85% dos sócios votaram num projecto diferente do que tínhamos com o Pimenta, queríamos mais seriedade e transparência, queríamos um projecto para o futuro, queríamos voltar a ser bons pagadores, queríamos reduzir as nossas dívidas, queríamos uma politica de formação consequente e com resultados, queríamos uma politica desportiva bem planeada, enfim queríamos uma boa gestão a todos os níveis. Foi nesse projecto que 85% dos sócios do Vitória que foram votar nas eleições.
    Passados 2 anos o que temos:
    Temos uma aparente seriedade e transparência (eu digo aparente porque boatos correm sempre e também apareceram alguns boatos a ligar o filho do Sr. Vítor Magalhães a alguns jogadores e, por isso negócios menos claros para o VSC. Mas como são boatos e não me apresentaram provas para os atestar, reitero aparente seriedade e transparência).
    O Projecto para o futuro está à vista, estamos na Liga de Honra!!!
    Em relação a sermos bons pagadores e a termos reduzido o endividamento não posso falar porque ainda não tive acesso ao relatório de contas.
    A política de formação tem sido uma desgraça com jogadores como o Guilherme Cascavel e o Vitinha a serem dispensados com a desculpa de serem muito caros…
    A política desportiva continuou com muitos empréstimos de jogadores chulos da bola que só queriam o ordenado ao fim do mês e depois de nos deixarem na liga de honra vão-se embora descansadinhos com o dinheirinho nas suas contas bancárias. Houve um mau planeamento da temporada que começou muito tarde, com jogadores a chegarem já com jogos da super liga disputados. A política desportiva levou-nos à Liga de Honra!!!
    Os sócios não votaram neste projecto!!!
    Houve um acréscimo no nº de sócios e reconheço e dou os parabéns ao Sr. Vítor Magalhães por ter delegado e/ou contratado profissionais de Marketing que possibilitaram alavancar o potencial humano dos adeptos do VSC com acções de Marketing bem planeadas.
    Mas os sócios não votaram neste projecto!!!
    Há duas ideias patentes em comentários anteriores que me deixam perplexo: a primeira é que a AG dos capangas foi pior que ter descido à 2ª divisão. Eu fiquei frustrado, senti que não me respeitavam enquanto sócio do VSC, fiquei com vontade de matar a tiro todos os capangas da noite do Porto e não só, mas a tristeza, a desolação e a dor do Vitória ter descido à 2ª é bem pior do que o sentimento que tive na AG dos capangas.
    A segunda ideia que eu não entendo é a de que se o Sr. Vítor Magalhães não continuar à frente do Clube que vamos voltar ao passado, que vem outra vez o Pimenta Machado e que voltaremos aos tempos conturbados da velha senhora.
    Ninguém quer o Pimenta de volta, apenas algumas pessoas que devem ter bebido demais na noite anterior e depois de ressaca, ainda embriagados lembram-se: e o Pimenta não seria boa opção? Mas não vão ter sucesso pois esse vigarista não tem condições para voltar ao VSC.
    Agora acredito que há na nossa cidade pessoas com valor e capazes de dar um rumo diferente do projecto do Sr. Vítor Magalhães. Está na hora de se juntarem e elaborarem um projecto para o VSC e em AG os soberanos sócios do VSC decidem entre os vários projectos apresentados. Os sócios têm que ter uma palavra decisiva neste processo. Foram eles que votaram nesta direcção e são eles que se sentem enganados e frustrados com a prestação desta direcção. (Pelo menos grande parte deles)

    Saudações Vitorianas

     
  • Às 10 maio, 2006 18:07 , Blogger N'Dinga disse...

    Meu caro Tito, o VM teve de sair escondido de cerca de 3 ou 4 centenas de sócios (ou simpatizantes, não faço ideia), pelo menos a julgar pelas imagens (que eu não sou de "esperas", por isso não estava lá) e comentários televisivos e radiofónicos. Ora, estavam 15.000 no estádio e ainda sobram outros 7.000 que não estavam a fazer "esperas" a ninguém.
    É importante não confundir a parte com o todo. Isso é precisamente aquilo que nos queixamos que a imprensa tem andado a fazer, quando classifica os milhares de sócios do Vitória de inergúmenos, por causa das atitudes intemperadas de escassas dezenas.
    Eu sou da opinião que esta Direcção tem muitas explicações a dar aos sócios, mas, dependendo de tais explicações, continuo a acreditar que pode ter condições para permanecer à frente dos destinos do clube.
    Mantenho e reafirmo que houve, esta época uma conjunção bizarra de demasiados factores que nos levou a esta situação e ainda não estou convencido que a maior fatia de responsabilidade seja dos dirigentes (que as têm e muitas, é para mim claro, não se enganem). Só não consigo "negar à partida uma ciência" que ainda desconheço em todos os seus contornos. Estou a ponderar e recolher os dados que posso. Prometi que faria a minha avaliação e ela virá. Não gosto de falar de cor.

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page