9.5.05

Casa do Porto?!

Ontem mesmo estava a circular na Cidade e deparo com um título estranho num jornal desportivo: "Dragão embala no berço". Posteriormente sou confrontado com emails a informar que a "muralha de Guimarães cai". Isto era o prenúncio de algo que, posteriormente, vim a saber que constituiria a abertura de uma delegação Porto em Guimarães. Ainda por cima, pelo que pude apurar, sediada no coração da Cidade, no TOURAL!!!!

Sinceramente, gostaria de ouvir o que os meus companheiros pensam sobre esta matéria, sendo que tenho ouvido uma onde de protestos contra a intenção, assim como quanto ao eventual local onde será sediada .

Vitória Sempre!

publicada por Jesus @ 15:05  

29 Comentários:

  • Às 10 maio, 2005 10:42 , Blogger CASCAVEL disse...

    Meu caro JESUS,
    Para mim é uma vergonha.
    Saudações Vitorianas.

     
  • Às 10 maio, 2005 15:17 , Blogger Ademir disse...

    Meus caros, essas personagens que infelizmente vivem ou sobrevivem na nossa cidade, se tiverem sucesso na sua acção, só espero que tenham os dias contados.
    Com certeza que não são pessoas de Guimarães, porque se o são, estão nitidamente a desafiar e a provocar todos os VITORIANOS e VIMARANENSES.
    Tento respeitar as cores clubísticas desses infelizes, no entanto, eles sabem como somos bairristas e querem mostrar a um País e cidade que são capazes de lutar contra muita gente.
    Tenho alguns amigos que estão inseridos nesse projecto, e já lhes disse, que só espero que eles tenham verdadeiras esperas à porta de casa e que o destino lhes proteja.
    Casas de Merda, NÃO OBRIGADO.

    VITÓRIA SEMPRE

     
  • Às 10 maio, 2005 18:01 , Blogger Pedro Mendes disse...

    Quem brinca com o fogo, costuma-se queimar... Não é o meu desejo, até porque tenho a certeza que em GUIMARÃES não vão ter expressão, mas augura-se um fim triste para esta história!!!

    Esta cidade, tirando algumas ovelhas tresmalhadas, ORGULHA-SE de vestir BRANCO

     
  • Às 10 maio, 2005 19:16 , Blogger set€imeio disse...

    É bom constatar que o direito constitucional e democrático de livre associativismo é visto na cidade-berço como provocação. Tenho a certeza que os mentores desse projecto o que querem é unica e exclusivamente provocar os vitorianos... Que não vimaranenses, porque ambas as coisas não se confundem. Já agora, se não houver casas de nenhum clube em Guimarães, será por isso que não existem senão vitorianos nesta cidade? E os adeptos do Moreirense e do Taipas, não serão vimaranenses?
    Gente de bem como os colaboradores deste blog virem incendiar os ânimos de pessoal que infelizmente só tem dado provas de desacatos é no mínimo infeliz. O que vos devia envergonhar, como vitorianos e vimaranenses é o que alguns dos vossos adeptos andam a fazer por esse País fora.
    Concluo, dizendo que, quem teve mais de 20 anos um presidente benfiquista, tem mesmo muitas razões para se ofender com a casa dum outro clube em Guimarães.
    Saudações portistas dum vimaranense que não tem medo de esperas.

     
  • Às 10 maio, 2005 19:47 , Blogger Jesus disse...

    Afinal não sou o único a pensar como vocês.

    Só registo terceiro mundismo daqueles que, tendo na terra um clube com a capacidade de crescimento do Vitório, prefiram optar pela solução mais fácil, aliar-se aos grandes.

    Mas daquilo que tenho ouvido - de pessoas razoáveis - julgo que há tarefas mais fáceis do que a criação dessa casa.

    E não me venhasm os portistas arvorarem-se nos arautos da tolerância. Quem tem telhados de vidro não pode atirar pedras.

    Por Guimarães,
    Com o Vitória! Sempre!

     
  • Às 11 maio, 2005 11:15 , Blogger Pedro Mendes disse...

    Oh 0,5,

    Ora está aí uma coisa que ainda não me tinha vindo à ideia... "Tenho a certeza que os mentores desse projecto o que querem é unica e exclusivamente provocar os vitorianos...". E eu a pensar que fosse amor clubistico... É esta a GRANDE diferença entra pessoas que realmente amam o seu clube, porque é o da sua terra, e os que gostam deste ou daquele porque ganham mais vezes.
    Quanto ao resto, só te digo o seguinte: já saí das antas debaixo de uma chuva de pedras! Quer-me parecer que foste tu que andaste a incendiar a claque do porto!
    Tem juizo e percebe de uma vez por todas que NÓS somos muito diferentes!

    ESTA CIDADE ORGULHA-SE DE VESTIR BRANCO

     
  • Às 11 maio, 2005 12:00 , Blogger N' Dinga disse...

    Vamos lá a ver...
    A mim não me faz mossa nenhuma a abertura de casa de nenhum clube. Espero bem que as tais esperas e outros actos de violência contra pessoas ou bens não se verifiquem. Concordo com o 7,5 que o associativismo é livre, embora também ache que ele deve saber bem as dificuldades que um projecto destes terá de enfrentar numa terra como esta.
    Quanto ao mais...
    Ó Pedro Mendes, ou também estás no gozo, ou não percebeste o cinismo da frase que reproduziste... como não te tenho por burro, fico pela primeira hipótese.
    A dos amores clubísticos estarem ligados à terra... também não colhe. Se há coisa que não tem explicação racional é a paixão, seja ela de que espécie for. Senão o que estás a dizer significa que só és do Vitória porque, por acaso, nasceste aqui, caso contrário eras de outra coisa qualquer. Não quero acreditar nisso, acredito que, como eu, és Vitoriano porque nutres uma paixão pelo clube que não advém apenas de seres natural de cá ou de viveres cá. Está lá, é como a fé... sentes. Se é só por seres de cá... não é grande nem vai longe, nem é paixão.
    Não entendo como desafio ou provocação que os adeptos de outros clubes se organizem seja lá onde for, da mesma forma que não vejo como provocação que venham ao nosso estádio apoiar os respectivos clubes e que possam festejar as suas vitórias. Acho tudo natural.
    A única coisa que posso dizer é que fico com pena que abra a tal casa, mas simultaneamente não percebo em que é que isso diminui o nosso enorme clube ou a nossa querida cidade.
    Talvez seja, isso sim, tempo de o Vitória passar a ser mais do que só desta cidade e, conquistando vitórias desportivas, acompanhadas da ausência de actos violentos e discurso bairrista bacoco, possamos um dia conquistar adeptos noutras cidades (começando pelas mais próximas), abrindo também casas onde eles se possam reunir e festejar o seu/nosso Vitória, sem serem agredidos nem verem os seus bens destruídos, apenas porque se orgulahm de ser, mesmo fora de Guimarães, como nós (nem mais nem menos) VITORIANOS.

    ATÉ À VITÓRIA, SEMPRE!

     
  • Às 11 maio, 2005 14:57 , Blogger Ademir disse...

    Meu caro N'Dinga, tu deves de ter 2 clubes.
    Sou como muito orgulho bairrista e prezo todas as pessoas que assim o são.
    Respeito todos os vimaranenses que são de outros clubes, porque ser daquele que ganha é o mais fácil. Agora actos de provocação, feito por pessoas desta mesma terra é que ue não posso tolerar. Até porque duas uma, ou tu não és daqui ou não conheces ninguém que seja dos clubes ditos grandes ou identificas-te com eles.
    Por isso é que eu defendo que sócio do VITÓRIA só deveria ser aquele que sente verdadeiramente o CLUBE, e não estar preocupado com os resultados que vão acontecer por ex: sábado, ás 19:45 e festejarem em casa.
    A mim só interessa os resultados do VITÓRIA.

    VITÓRIA SEMPRE

     
  • Às 11 maio, 2005 15:30 , Blogger Pedro Mendes disse...

    Caro N'Dinga,

    Aqui de burro, temos todos o mesmo, logo, e por isso, depreendo que não entendeste bem onde eu queria chegar. Como tal e presumindo que não leste tudo transcrevo-te agora na integra os dois parágrafos: "Tenho a certeza que os mentores desse projecto o que querem é única e exclusivamente provocar os vitorianos... Que não vimaranenses, porque ambas as coisas não se confundem." Aliás, como se prova pelo discurso desse sujeito, que sempre que aqui vem, vem para provocar. A provar isto, o facto de vir sempre com constantes insinuações dos presidentes benfiquistas (como se ele fosse chulo, só pela namorada do presidente do clube dele ser puta) e a história de que os nossos adeptos são todos arruaceiros (como se ele, só por ser portista, também fosse culpado da chuva de pedras que eu levei em cima há uns anos nas antas). Era só a isso que eu me referia. Quanto à casa, sou contra por princípio, agora também não aplaudirei esperas. Acima de tudo, dos associativismos e outras histórias, está o meu respeito pelos outros, coisa que eu aliás nunca senti na "casa" deles.
    Acredita, que o meu amor pelo Vitória está intrinsecamente ligado ao amor que eu tenho por este cidade. E é aí, que para mim reside a grandeza deste clube. É por isso que nós em média somos 14.000 (a lutar pela manutenção ou pela UEFA) e eles são muitos quando as coisas correm bem. São muito grandes nas vitórias. Nós somos sempre! É o orgulho de ser desta cidade e de apoiar o clube que a representa. É como apoiar a selecção nacional. Apoiamos porque somos portugueses e a nossa selecção representa o nosso país e a nossa bandeira! Ou será que o 0,5 apoia a selecção do Brasil? Provavelmente apoia, porque ganha mais vezes.

    Saudações Vitorianas

     
  • Às 11 maio, 2005 15:31 , Blogger N' Dinga disse...

    Esclarecendo os brutos:

    Eu sou mesmo de cá e às tantas há mais tempo que muitos dos que aqui escrevem. Sou bairrista sim senhor, porque gosto muito da minha terra e faço o que posso para a promover e engrandecer, mas não me acho superior a ninguém, nem nutro (o que parece ser uma constante em certas pessoas) nenhum complexo de inferioridade em relação a ninguém. Foi esse tipo de discurso que impediu durante muitos anos que o FCP fosse mais que o clube de uma cidade e é esse o tipo de discurso e tacanhice que não permite que o Vitória seja já há muito tempo o clube, pelo menos do Minho. Daí a expressão "bairrismo bacoco", para o distiguir do outro, do saudável.
    Sou da e pela liberdade de escolha e não aceito com facilidade que me digam que tenho de ou "devo de" (com este português, duvido que não sejas mouro) e muito menos que tenho de escolher por que é da terra ou outra qualquer razão bacoca. Sinto o Vitória, é-me inerente, não por ser de cá, mas porque é assim. É inelutável e, logo, não tem justificação. Também escolhes a mulher ou namorada (ou homem ou namorado) por ser da terra? É esse o critério? Um acaso, no nosso caso feliz, de ter nascido aqui? Não pode ser só isso, tem de haver - há, no meu caso - algo muito maior que pelo visto não percebes, nem possuis.
    Tenho um amigo meu de Faro que é Vitoriano, porquê? Não sabe. Cresceu-lhe a simpatia no peito. Não é menos vitoriano que eu ou tu, percebes? Não deves perceber. Para ti só pode ser vitoriano quem é de cá e os de cá só podem ser vitorianos. Por ti nunca crescíamos nem íamos a lado nenhum. Talvez tenhas razão... não estou bem na tua companhia, nem na dos tacanhos que pensam (?) como tu. Mas como não mandas no meu coração preto e branco, nem (felizmente) és dono do NOSSO clube... azarito. O VITÓRIA é tanto meu como teu e teremos de nos aturar.
    Fica lá com a tua opinião, que eu fico com a minha.
    Até sempre!

     
  • Às 11 maio, 2005 15:35 , Blogger CASCAVEL disse...

    Meus caros AMIGOS,
    Era da opinião que fosse marcada uma Assembleia Municial Extraordinária do modo a proibir a abertura da casa, dado que a mesma, constituiu, inequivocamente, uma afronta a Guimarães, ao seu maior embaixador (o VITÓRIA) e às suas gentes.
    Como também via com bons olhos uma manifestação popular, ordeira e pacífica, contra tamanha afronta.
    Para que os "idiotas" de tão iluninada ideia percebam, de uma vez por todas, que não são bem vindos à cidade de Guimarães.
    E como diz o ditado "a casamentos e batizados só se vai se for convidado" e como me aprece que ninguém os condvidou?????
    A nossa revolta consbstancia o direito à indignação na sua forma mais pura.
    No entanto, estou convicto que, se a mesma casa efectivamente vier a abrir (?????) apenas vai durar pouquissimos dias. Lembram-se quanto tempo "durou" a casa do Sporting em Guimarães? Vai ser igual. Tenho a certeza.
    Saudações Vitorianas.

     
  • Às 11 maio, 2005 15:48 , Blogger Jesus disse...

    "Gente de bem como os colaboradores deste blog virem incendiar os ânimos de pessoal que infelizmente só tem dado provas de desacatos é no mínimo infeliz"

    Aqui ninguém pretende incendiar algo. Não nos auto atribuímos a qualidade de opinion maker em ordem a que destas meras opiniões possam os ânimos acender.

    A livre opinião é um direito que cada um pode e deve exercer. Assim o fazemos.

    Cada um tem a sua opinião. Há que a respeitar enquanto tal.. Na mesma medida em que querem que respeite a instalação de uma casa do Porto que muitos entendem como um acto - esse sim - incendiário.

    Agora aquilo que sucede é que a Cidade, efectivamente, está incendiada. Pelo menos, das pessoas com quem tenho contactado noto uma grande oposição.

    Justo ou injusto, esse sentimento deveria ser seguramente respeitado. O não respeito por esse sentimento é, no mínimo, infeliz.

    Apreciáveis ou não, são inúmeras as promessas de violência que tenho ouvido. Que espero não se concretizem, tal como a pretendida casa.

    Guimarães, bem ou mal, é assim!
    Quanto ao mais, para mim é claro: identifico o Vitória com Guimarães!

    Qualquer argumento em contrário, para mim, não colhe! São meras justificações de vimaranenses diminuídos.

     
  • Às 11 maio, 2005 16:00 , Blogger set€imeio disse...

    Ao Pedro Mendes e Ademir:

    Antes de mais, sou amigo pessoal de grande parte dos contribuintes deste blog. Em 2º lugar. esta deve ser apenas a 2ª ou 3ª vez que escrevo e sempre em tom respeitoso, respeito esse que vocês desconhecem. Nunca falei de presidentes benfiquistas o que é facilmente constatável pela análise dos arquivos do blog
    DEpois, reafirmo que vitória e Guimarães não se confundem. Tal como Porto clube e cidade não se confundem.
    Quanto ao Pedro Mendes, deve desconhecer o conceito de ironia. Para que se lhe faça luz no espírito, o parágrafo que ele tanto cita e que eu escrevi era para ser levado como irónico. Ou seja, o que pretendi dizer foi precisamente o oposto - que é um absurdo pensar-se que alguém abre uma csa do Porto em Guimarães só para provocar os vitorianos. O N'Dinga percebeu, toda a gente percebeu, menos tu.
    Quanto aos deptos arruaceiros, o que eu escrevi foi o seguinte:"O que vos devia envergonhar, como vitorianos e vimaranenses é o que alguns dos vossos adeptos andam a fazer por esse País fora." Alguém que te explique a diferença entre "todos" e "alguns".
    Não comento essa história das pedradas nas Antas. É que para mim violência é estúpida, vinda de quem vier - seja portista ou vitoriano.
    Porque isto já vai longo, só queria rebater o argumento brilhante do "os portistas em Guimrães só o são porque o Porto ganha". Meus caros, eu nasci e começei a amar o Porto em plena seca de 19 anos. Quando tínhamos 6 campeonatos e o último tinha sido 12 ou 13 anos antes. Já andava na escola quando se quebrou o jejum. Já agora, não acham que vocês só sáo vitorianos porque é mais cómodo, já que luta sempre pela Uefa? Sejam do Moreirense ou do Grupo Desportivo Oliveira Castelo,porque esses não vão à UEfa.
    Quanto às assistências fazem-me lembrar a história dos 6.milhões. Não ganham nada, mas são 6 milhões. Vejam as assitências esta época do Porto. Na pior época dos últimos anos, o Porto lidera destacado o ranking das assistências. 50.000 pessoas assistiram o último jogo em casa - mais 15.000 que no SCP - AZ ALkmaar...
    Respeitem se querem ser respitados. Não se esqueçam que têm amigos, familiares, empregados, patrões, formecedores, clientes, que torcem certamente pelo Porto. Deixem-se de heroísmos consubstanciados em esperas ou encitamentos aos Guerras cá do Burgo. Aprendam com o vosso Presidente.


    Saudações

     
  • Às 11 maio, 2005 16:17 , Blogger N' Dinga disse...

    Venho aqui uma vez mais apenas porque não me revejo no tom do meu último comentário. É que a intolerância me tira do sério e considero-a uma estupidez, talvez a maior que possa haver e raíz de quase todos os males do Mundo.
    Assim, naquilo que soar mais ofensivo (apesar de ser para responder a ofensas), por favor sacudam a água. Procurarei fazer o mesmo naquelas partes dos textos em que sou acusado de não ser de cá ou estar mais preocupado com outros resultados.
    Mas mantenho o essencial do que queria dizer: ser-se intolerante é, do meu ponto de vista, estúpido, tacanho e perigoso e, por tudo isso, prejudicial ao crescimento do nosso Vitória. Quer quiser um Vitória enorme não só nas palavras, não pode pensar assim. O espírito tem de ser: os cães ladram e a caravana passa. Se nos preocuparmos só com os nossos resultados, como muito bem diz o Ademir, concerteza estamos todos a cagar para quantas casas de outros clubes abrem ou fecham na nossa cidade. Dá-nos igual. Não os fazem mais fortes, nem a nós mais fracos, logo não devem ser motivo de preocupação. Como disse: por um acaso feliz, sou vimaranense. Por uma paixão arrebatadora, sou vitoriano. Tudo o mais não chega para me apoquentar.
    Sigamos em frente!

     
  • Às 11 maio, 2005 16:30 , Blogger N' Dinga disse...

    Jesus:
    Uma resposta a dois tempos:

    a) eu também identifico o Vitória com Guimarães (o que não quer dizer que isso exclua a possibilidade de alguém que não é de cá amar tanto este clube como qualquer um de nós). Coisa diferente é identificar Guimarães com o Vitória. Isso é redutor do que são o passado e o presente desta cidade. Guimarães é, por direito seu de mais 900 anos de história, muito mais do que o Vitória ou qualquer outra associação ou grupo de pessoas;

    b) acho que a tua posição é que diminui. Diminui-te a ti como pessoa, como vimaranense e como vitoriano. Mas cada um tem a sua opinião, forma de ser e axiologia. Entendidos?

     
  • Às 11 maio, 2005 16:43 , Blogger Pedro Mendes disse...

    7,5

    Olha que falaste em presidentes benfiquistas. E a tua tentativa de "colagem" de TODOS a alguns era ao que eu me referia. Aliás, já o fizeste nos outros comentários anteriores. Percebeste ou queres um desenho, para iluminar esse teu brilhante espirito?
    Quanto ao resto, escreve lá as tuas patacoadas no teu blog, e deixa-nos em paz, ok?
    E faz lá a tua casinha, que mais lembra a casa do três porquinhos, pelos habitantes e pela facilidade com que vai "cair"!

    Saudações Vitorianas e Vimaranenses

     
  • Às 11 maio, 2005 16:49 , Blogger Pedro Mendes disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

     
  • Às 11 maio, 2005 16:50 , Blogger Pedro Mendes disse...

    Para que conste e antes que alguem se ofenda, quando me referi aos 3 porquinhos, a comparação é só ao numero, não ao animal.

    É com orgulho que visto BRANCO!

     
  • Às 11 maio, 2005 17:46 , Blogger CASCAVEL disse...

    Meus caros AMIGOS,
    Porque será, como muito bem diz o JESUS, que nós, os Vimaranenses e Vitorianos (sócios ou não. A minha mãe, por ex., que não é sócia do Vitória, mas é uma Vimaranense de gema,também ficou indignada quando soube da notícia) não vemos com bons olhos a vinda das casas dos "ditos" grandes, para o Nossa cidade?
    Não será, também, porque, ao longo destes anos, vimos sendo sucessivamente prejudicados nos jogos que contra eles realizámos? Eu penso que sim.
    Às tantas, digo eu, se fosse o Bragança, o Alcobaça ou o Pinhalnovense a abrir uma casa em Guimarães, nada disto se passaria.
    Agora dos grandes não.Definitivamente. É que não gostámos deles. Percebam isso, de uma vez por todas.
    E temos esse direito, ou será que não?
    Como todos sabemos, Guimarães é o único sítio do país em que estes senhores (os dos ditos grandes) não se sentem confortáveis, bem pelo contrário, são até hostilizados, daí a revolta que sentem contra o Vitória, Guimarães, os Vitorianos e Vimaranenses.
    Cá está mais um motivo da Nossa indignação. Se eles não gostam de nós, nos prejudicam e nos ofendem, porquer carga de água é que havemos de os tolerar na Nossa terra?
    Com certeza, todos se lembram das mnanifestações que se fizeram em Guimarães, por alturas da criação do concelho de Vizela ou, no ano passado, quando nos chamaram de energúmenos e nos queriam interditar o Afonso Henruiques no último jogo?
    Eram milhares de pessoas. Homens, mulheres , velhos ou novos, ricos ou pobres, todos unidos no mesmo sentimento de mostrar a Nossa indignação. Nós somos assim. As gentes de Guimarães mobilizam-se quando sentem que o sua cidade e o seu maior embaixador estão a ser, de alguma forma, afrontados.
    É precisamente isso que acho que acontece com a chegada (será ?????), desta ou de outra casa à Nossa cidade. Uma afronta.
    Saudações Vitorianas.

     
  • Às 11 maio, 2005 17:49 , Blogger Gregório Freixo disse...

    Porra que isto está a arder!!
    Já agora, deixo aqui a minha posição sobre esta delicada questão.
    Em primeiro lugar devo dizer que me desagrada a ideia da instalação da dita casa. Desagrada-me porque era com orgulho que muitos Vitorianos (entre os quais eu próprio) dizíamos que esta cidade não tinha Casas do Porto, do Benfica ou do Sporting. Era um facto que realçava a natureza singular do nosso clube e da sua ligação à cidade.
    Por isso, não fiquei contente com a notícia.
    Como também não me agradou a ideia dessa casa se instalar no Toural, que é o coração da cidade e que contém uma carga simbólica enorme para os Vitorianos e Vimaranenses. Era como se o Benfica abrisse uma casa na Torre das Antas...
    Dito isto, não empolo esta questão, porque penso que todos são livres de escolher o clube que lhes apetecer, como são livres de se juntar para o promover ou pura e simplesmente para conversar entre amigos das mesmas cores. Isto, seja em que sítio for.
    Não considero, por isso, que seja de dar demasiada importância ao assunto, até porque isso pode contribuir para que alguns tomem atitudes que depois nos envergonhem a todos.
    Os andrades querem abrir uma casa do FCP em Guimarães? Então que abram. Não é isso que diminui a grandeza do Vitória, da cidade e da sua massa adepta.
    Viva o Vitória!

     
  • Às 12 maio, 2005 17:39 , Blogger Pedro Barbosa disse...

    Estou aqui fascinado com alguns comentarios dos famosos bloguistas da nossa praça, e depois ainda dizem que é o Pedro Barbosa que incentiva à violência. Que ele é isto, é aquilo!
    Afinal quando nos toca a nós directamente reagimos um pouco a quente e deixamos as falsas composturas de lado e no final de contas até temos vontade de os comer.
    Pelo que aqui acabo de ler, prevê-se uma reacção inusitada de violência por parte dos adeptos vitorianos contra a casa do "porco" em Guimarães. Talvez não só pelo Vitorianos, mas tambem por quase todos os vimaranenses.
    Essa questão é facilmente ultrapassada, e tudo acabará em paz e amor, todos aos beijinhos e abraços, de maozinha dada feito paneleiros.
    Para isso basta aos promotores da iniciativa, para no dia da inauguração, como é normal acontecer em todas as terras em que o "Porco" abre as suas casas, convidar o autarca da cidade para representar os vimaranenses e já agora, numa iniciativa de fair-play, convidar o Presidente do Vitória, em representação de todos os vitorianos, para juntamente com o Pinto da Costa fazerem uma festa muito bonita.
    Assim, cortam a fita o Pinto da COsta, o Magalhães I, e o Magalhães II. Atrás do Presidente do Vitória vai o nosso Cascavel a fazer de emplastro, afinal ele é a favor destas paneleirisses de fair-play que não resolve, mas ajuda, segundo ele.
    Meus caros a questão aqui é a seguinte: Eles querem abrir uma casa do "Porco" em Guimarães. Querem afrontar-nos.
    Querem ter um sitio pra jogar uma lerpinha com aquelas cartas azuis nojentas.
    Querem beber umas cervejinhas e ver o Porco na televisão.
    Querem por aquelas fotografias ridiculas do P. Costa, do Oliveirinha e do Jardel.
    Querem cagar e mijar no mesmo sitio, onde só vão cagar e mijar portistas (não sei se o nosso emplastro Cascavel vai usar a casa de banho no dia da inauguração?).
    Querem? Então, deixem-nos querer... A nós só nos resta fazer daquele local aquilo que ele será na realidade, um caixote do lixo, um verdadeiro aterro sanitario, assim cabe a cada um de nós deixar la todos os dias o nosso saco do lixo e se tivermos muito apertados... ui ui.
    Por isso a "nossa muralha nunca irá cair" e aquilo fecha num instantinho.

     
  • Às 12 maio, 2005 18:39 , Blogger set€imeio disse...

    Pedro Barbosa:

    Tenho pena de ti...

     
  • Às 12 maio, 2005 18:44 , Blogger Pedro Barbosa disse...

    Oh 7,5 não tenhas pena...
    Quem tem penas são as galinhas!

     
  • Às 12 maio, 2005 19:35 , Blogger Paulo Bento disse...

    Mau, mau, mau, mau, que o caldo está-se a entornar.
    Porque raio é que nas vésperas de um jogo decisivo para toda uma época estamos a gastar energia com uma questão lateral?
    Vamos primeiro ganhar ao Boavista e d\epois discutimos isto.
    Força Vitória!
    Saudações a todos os VITORIANOS que frequentem este blog. Um blog tolerante que até concede a palavra a gajos que só aqui entram para nos foder o juízo.
    Vitória Sempre!

     
  • Às 13 maio, 2005 12:22 , Blogger Edmur disse...

    caros vitorianos
    é com alguma tristeza que vejo erguer-se nesta cidade uma casa de um outro clube, pois um dos nossos orgulhos enquanto vitorianos era exactamente esse...
    porém nao posso concordar com apelos e incentivos à violencia, pois vivemos onde vivemos e comhecemos esta nossa gente...somos todos responsaveis , ao nosso nivel,e nao devemos incendiar os coraçoes de tao apixonada gente, pois facilmente imaginamos a sconsequencias. temos que ter cuidado e controlar as nossas empçoes .
    certamente nao deixarei de amar com a mesma intensidade o vitoria e a nossa cidade, so porque um grupo de comodistas adeptos de outros querem ter um sitio para chorarem as suas derrotas. (num passado recente teria tido nmais logica para festejar vitorias, mas pronto...)
    quanto a alguns portistas que por aqui apareceram....certamente que aqui so vieram para rejubilarem com este facto...a isto chamo de provocaçao, pois como disseram e bem, conhecem a maior parte do pessoal do blog e sabem o que sentem...remetam-se aos blogs azuis, e deixem este blog com a sua verdadeira essencia. nao venham provocar, lançar pedras ou criticar...olhem para a vossa casa e deixem a dos outros. vos, portistas vimaranenses conseguem odiar mais o vitoria que o benfica, incrivel...
    o vitoria representa uma cidade,pois sabemos o peso que ganhou o futebol...por isso, quando aparecem esses individuos de cores estranhas a dizer mal do vitoria e dos seus adeptos estao a dizer mal da sua cidade e da sua gente...estao a dizer mal de si proprios e nem se apercebem...coitados. nao venham é dizer que sao vimaranenses, pois o facto de terem nascido ou crescido ca nao faz de vos vimaranenses. o verdadeiro vimaranense é o que sente a sua cidade e se identifica com todas a s suas instituições

    abraço aos verdadeiros vimaranenses e outo aos sem patria

     
  • Às 13 maio, 2005 13:29 , Blogger set€imeio disse...

    Este é o meu último comentário acerca deste assunto, até porque não vale a pena alguém chatear-se por causa disto.
    Todavia, não podia deixar de dizer o seguinte:
    Em primeiro lugar, eu não vim comentar para chaterar ninguém. Eu leio este blog porque gosto de bola e por amizade com alguns dos seus contribuidores. Como amigo deles, aprecio os seus escritos.
    Depois, o tema é Guimarães e o FC Porto. Não concordando com os argumentos aqui expandidos (os insultuosos nem argumentos são), limitei-me respeitosamente a discordar.
    Dito isto, deixem-se lá do argumento de que os vitorianos são adeptos tocados por Deus e que, por isso, amam mais o seu clube do que qualquer outro adepto do Mundo. Vocês não amam mais o vosso do que eu o meu. Neu eu sou portista porque o Porto ganha. Nem ninguém é de clube nenhum por comodismo (o que é isso, afinal?).
    Por último e por mais que também vos custe, eu não sou menos vimaranense do que vocês, nem voçês amam mais esta cidade do que eu. Muitos portistas vimaranenses são ilustres e já trabalharam e fizeram muito por esta cidade. É que a cidade berço não é só o Vitória. Quantos de vocês, por exemplo, são sócios do DFH e vão aos jogos? Se não vão, serão menos vimaranenses? Eu sou e já fui atleta, embora por pouco tempo. Ao fazerem a colagem, estão a diminuir a Cidade, o que para quem diz que a ama não deixa de ser contraditório. Guimarães é cidade-berço e isso não se deve ao Vitória. Guimarães tem um centro histórico património mundial e isso não se deve ao Vitória. E por aí fora.
    Cumprimentos a todos.

     
  • Às 13 maio, 2005 15:19 , Blogger Jesus disse...

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

     
  • Às 13 maio, 2005 15:20 , Blogger Jesus disse...

    Acabo de ler o Notícias de Guimarães onde pude constatar que a alegada casa nascerá em Setembro e contará com a presença do convidado especial Pinto da Costa e dua excelsa companheira Carolina Salgado...

    Quanto ao mais escusado será dizer que Guimarães não é o Vitória, mas é seguro que o Vitória faz parte de Guimarães. Como muitas outras instituições, sendo que prefiro sempre aquelas que aqui estão sediadas, nas mais diversas matérias, àquelas que estão sediadas em outros locais. Talvez isto explique a minha posição que, ao contrário do que diz o N´Dinga e a avaliar pelos comentários dos restantes contribuidores, em nada diminui. Creio.

     
  • Às 13 maio, 2005 15:39 , Blogger N' Dinga disse...

    Ó que c******!
    Aqui quem chamou "vimaranense diminuido" aos que, sendo de Guimarães, não são adeptos do Vitória, foste tu. Eu só disse é que ter essa atitude só te diminui a ti.
    Jesus, não te faças de parvinho ou desentendido...
    Abraço!

    VITÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓRIA!

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page