25.7.11

A triste novela

Aparte a alegria pelo que vai inscrito no post que antecede e pelo regresso de Pedro Mendes "a casa", não há razões para qualquer comemoração na nossa família.

Por tudo o que já vai dito, nos posts e comentários do próprio e de outros ilustres colegas, quero deixar aqui o testemunho da minha inteira solidariedade para com o Miguel Salazar, pela coragem e verticalidade.
Do que conheço dele, não é pessoa de ímpetos inconsequentes, mas, ao invés, de ponderação consciente. Estou certo que, como agora demonstram os inúmeros testemunhos devidamente assinados que recolheu, antes de falar, o Miguel fez um esforço sério para confirmar a história que lhe chegou aos ouvidos, reflectiu seguramente muito na utilidade e propósito da sua intervenção e, finalmente, fê-la no local e hora próprios.

A reacção é a infelizmente habitual "fuga p' ra frente". Um estilo que combina com muito do que tem sido a forma de actuar desta direcção que tenta, uma e outra vez, disfarçar as suas incompetências e, neste caso particular, mais do que isso, uma actuação lesiva dos interesses do clube (ao que se vai ouvindo, apenas mais uma), com espingardices infundadas e circo.

Os eventos relatados são demasiado graves para que fiquem impunes. São demasiado sórdidos para que nunca viessem a público. São imperdoáveis!

É necessário e urgente que o Vitória - todos nós - manifeste de forma inequívoca a sua intransigência com este tipo de comportamentos. Para que não se repitam nunca mais.

Com amigos destes...

publicada por N'Dinga @ 10:41  

2 Comentários:

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page