19.7.11

E agora ?...

No dia 8 de Julho, Miguel Salazar relatou um episódio grave ocorrido em Março de 2009.

Depois da reacção do Presidente, que se afirmou indignado por aquilo que considerou ser uma ignóbil acusação, acabaram por se conhecer os testemunhos de um Assessor Técnico e de quatro jogadores, que confirmaram os lamentáveis contornos daquele episódio.

A questão que hoje se põe, é saber quem tem a responsabilidade de defender a honra e o bom nome do clube, provada que está a ausência de condições de Emílio Macedo da Silva para continuar a exercer as funções de Presidente da Direcção do Vitória.

Será o Presidente do Conselho de Jurisdição?

Será o Presidente da Assembleia Geral?

Ou terão de ser mesmo os sócios?

Mas então não há ninguém nos Corpos Sociais do clube que assuma essa responsabilidade de destituir um Presidente que já não reúne as condições necessárias para se manter em funções? Ou, não o podendo destituir, que pelo menos leve essa discussão a uma AG extraordinária ?

Porque, se de facto não houver, então algo de verdadeiramente errado se passa neste clube…


Etiquetas:

publicada por Ibraim @ 13:38  

1 Comentários:

  • Às 19 julho, 2011 23:23 , Blogger Jeremias disse...

    Acho que os sócios estão anestesiados pelo regresso do Pedro Mendes, as restantes contratações, e a esperança mil vezes repetida de que será desta.
    Uma coisa tenho a certeza:
    O silêncio cumplice dos restantes orgãos sociais levará a que sejam confrontados com ele numa proxima AG.
    Ordinária ou extraordinária.

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page