10.6.09

DEFESO - ENTRADAS

Cá venho prosseguir, como prometido, com as minhas coloridas bíblias sobre a pré-temporada do Vitória.
Mais cedo do que pensava, por dois motivos: por impulso do Jeremias, que foi avançando nas respostas ao post anterior (algumas) das suas sugestões quanto a entradas e ainda porque me parece que, desta vez bem, o Vitória vai procurar fechar o plantel o quanto antes, ou seja, preferencialmente até meados de Junho para os novos jogadores poderem ir de férias (independentemente dos campeonatos de onde venham) e ingressar na equipa logo nos primeiros treinos da pré-temporada. Devia ser sempre assim.
Vamos então ao plantel, seguindo o mesmo critério que utilizei para as saídas, mas agora, dando algumas sugestões quanto às entradas, que tinha deixado em aberto no post anterior.
Sendo que as minhas sugestões assentam num amplo desconhecimento do mercado internacional (praticamente não vejo futebol, só o Vitória), por isso se limitam ao futebol português, de qualquer forma, afastando o factor de risco de "adaptação" ao futebol português.
E ainda, devo dizê-lo, totalmente alheadas de pormenores como tem contrato ou não tem contrato, é caro ou é barato (embora obviamente os que se sugerem aparentem, à partida, ser ao alcance do Vitória), tem outras propostas ou não, vencimentos, etc.
São só bitaites portanto. Que não pretendem ser opiniões técnicas mas apenas "opiniões de bancada", como aqui é suposto termos.

GUARDA-REDES
Neste sector, tal como já fui avançando, penso um pouco como o Jeremias no sentido de saírem dois, mas discordando na saída do Nilson. É um dos melhores guarda-redes do campeonato, e deverá manter-se como titular. O único problema que temos, penso, é que o Serginho, sendo um bom suplente, não inspira confiança para suceder ao Nilson. Seria por isso de ponderar, até atentos os 33 anos do Nilson, contratar um guarda-redes que lhe possa vir a suceder, e porventura, pôr o Serginho a rodar para poder fazer uma época inteira a titular. Assim, para o ano veremos quem estaria mais à altura para lhe suceder.
Nesta lógica, de contratar desde já um GR para poder vir a ser o titular, sendo que o terceiro guarda-redes deverá ser, como já disse, o Cláudio Ramos, tenho como sugestões para este sector as seguintes:

1. Júlio César (Belenenses) - 22 anos
Aí está um jogador que me parece francamente bom. Este Júlio César Jacobi, com 1,92 e apenas 22 anos, é titular da baliza de um clube que (se não for salvado pela terceira vez) descerá de divisão. Este é aquele tipo de atletas que me parece nos interessaria assegurar desde já, que nos podem assegurar mais 5/6 anos de baliza (algo que o Nilson naturalmente já não faz).
Embora a saída do Serginho não seja, pelo que já expliquei, uma urgência, a preparação antecipada do futuro é-o, e a qualidade deste GR associado às condições que podem facilitar o negócio (descida do Belenenses) fazem aconselhar fortemente a sua contratação.
2. Cláudio Ramos (júniores) - 18 anos
Tal como disse em cima, claramente que este guarda-redes, da nossa formação, oferece (tem que oferecer se não não se justificaria a sua titularidade numa equipa de juniores que se encontra na fase final e a disputar o campeonanto com os suspeitos do costume) garantias para ser, para já, o terceiro guarda-redes da equipa. Mantendo-se a jogar nos juniores mas treinando com os séniores, fazendo a sua lenta adaptação à equipa que permitirá que dentro de alguns anos, tendo capacidade para isso, possa ser considerado para assumir a titularidade. Aliás uma coisa é certa, se há posição onde não se compreende a dispensa dos nossos jogadores da formação é esta onde a sua inclusão como terceiro GR implica um "risco" quase nulo, digamos que é a sequência mínima que pode/deve ser dada a um atleta que vem sendo titular ao longo dos nossos diversos escalões de juvenis. O Cláudio Ramos, sendo internacional sub-16, sub-17 e sub-18 oferece garantias mais do que suficientes para o que aqui necessitamos.
DEFESAS DIREITOS
Para este lugar, à luz do que expliquei no post anterior, penso que não deverá, em condições normais, haver saídas, logo não haverá entradas. As condições anormais que o podem proporcionar são uma boa proposta pelo Andrezinho e/ou a possibilidade de chegar a acordo com mais um jogador dos nossos escalões de formação...

1. Alex (Wolfsburgo - Alemanha) - 29 anos
Neste caso claramente que a possibilidade se abre, apenas pela possibilidade de recuperação deste nosso activo, que permaneceu sempre muito ligado ao clube e que se trata de um jogador de indiscutível valia. A excepcional possibilidade de regresso do Alex é que abre esta possibilidade de mexida nesta posição, o que, caso assim não sucedesse, nem estaria quanto a mim tampouco em discussão.
DEFESAS ESQUERDOS
Aqui temos um facto consumado - contratação do Mendieta - e uma dúvida - permanência ou não do Milhafre.
Como me pronunciei, e mantenho, favorável à saída do Milhazes pelos motivos que melhor expus no outro post, venho então apresentar as minhas sugestões para cobrir essa posição. Devo confessar, um tanto aventureiras, pela idade, mas que ainda assim penso darem bem mais garantias do que aquilo que temos tido.
1. Sílvio (Rio Ave) - 21 anos
Um jogador muito jovem (21 anos) dos escalões de formação do Benfica, cedido ao Odivelas o ano passado e tendo em 08/09 alinhado no Rio Ave, desconheço se na condição de emprestado ou com contrato com os de Vila do Conde. Foi agora chamado à Selecção-A, na mesma convocatória em que ficou o Moreno, e é claramente um valor promissor do nosso futebol. Temos que começar a pensar agarrar alguns destes valores futuros... e há tantos!
2. Tiago Pinto (Trofense/Sporting) - 21 anos
Já depois de ter incluído este jogador, filho do João V.Pinto, também com apenas 21 anos, vi notícias de que estaria em cogitações para o Braga... Enfim, ponho à mesma. Pareceu-me esta época um bom jogador, com bons pormenores ofensivos embora desconheça em profundidade o seu trabalho defensivo, mas com muito boa margem de progressão. Um jogador que talvez não tenha ainda estaleca para ser titular mas que, à semelhança do Sílvio, seria uma excelente e acertada aposta de futuro. Óbice, para além do interesse da Agremiação Desportiva de Construção Civil: tem contrato com o Sporting. Penso aliás, na linha do que sempre tenho dito, que são jogadores que apenas interessam a título definitivo. Empréstimo de jogadores ainda não completamente formados não interessa.

3. Ronny (Sporting) - 23 anos
Esta é uma alternativa ligeiramente diferente das duas anteriores, que representa menos risco pois já é um jogador mais conhecido embora não seja muito mais velho (23 anos). O grande e evidente óbice desta contratação tem que ver com as condições salariais que deverão ser proibitivas, sendo por outro lado um jogador do qual já são conhecidas as características, habituado a jogos de alto nível, o que nos interessa, e que não tem sido utilizado no Sporting, onde é uma espécie de terceira opção (depois da lesão do Grimmi avançou o Caneira para a titularidade). É um jogador que defende muito mal e ataca muito bem, cujo pontapé pode ser uma enorme mais-valia em muitos jogos e que no fundo, nos traz à memória aquela boa aposta que foi aqui há uns anos a contratação do Paíto para esta posição.

DEFESAS CENTRAIS
Esta é uma daquelas posições para a qual precisamos de mais contratações. No meu post anterior indiquei três. Mas apenas na perspectiva de o terceiro (5º do plantel) ser o Vítor Bastos. Se assim não for, se o Vítor Bastos for para pôr a rodar - o que aliás é desejável - então penso que 4 centrais serão mais do que suficientes.
Mantendo-me favorável a uma grande aposta nesta posição, para titular, sendo a segunda contratação ou um jogador experiente, com ligações à casa, ou uma aposta no futuro resultado das pesquisas dos nossos olheiros nas divisões inferiores, como o foram, no passado, com amplíssimo sucesso, o Geromel (Chaves) e o Sereno (Elvas). Naturalmente que, no que respeita a valores a despontar nas divisões inferiores não tenho nenhuma sugestão por razões óbvias. Já quanto a jogadores experientes posso mais facilmente ter, e sugiro em baixo. Embora, deixem-me dizer, preferia apostar num jogador para futuro no qual possamos apostar agora para poder vir a colher frutos no futuro.

1. Rasmus Bengtsson (Trelleborgs - Suécia) - 22 anos
Esta é uma potencial contratação que, obviamente, não é sugerida por mim; tem sido aventada como possível nos jornais. Refiro-a porque, ainda que sem conhecer nada do jogador, creio ser daquelas contratações absolutamente acertadas, isto é, um jogador novo (22 anos), com enorme potencial, dum clube mediano dum campeonato nórdico, enfim, um tipo de aposta com que concordo em absoluto. Embora, agora caindo mais na realidade, me pareça altamente inviável atendendo ao propalado interesse da Lazio e Udinese e à ampla cobertura que os ingleses dão a este campeonato.
De qualquer forma regista-se a excelente aposta que é exactamente no caminho do que penso correcto. Se não der este haverá outros dentro deste tipo de apostas. Espera-se.
2. Ricardo Fernandes (Rapid Bucareste - Roménia) - 31 anos
Este nosso formando, ao qual nunca deitamos mão apesar de ter estado aqui tão próximo no Moreirense, tendo ido depois para titular do nosso "adversário" Nacional da Madeira, é um jogador de cá, suficientemente experiente e que talvez mereça terminar em Guimarães uma carreira que nunca passou pelo Vitória, apesar de se tratar de um jogador da nossa formação. Penso que provou poder estar à altura do Vitória, sobretudo para aquilo que dele precisávamos agora.
Desconheço obviamente a sua situação contratual com o Rapid Bucareste e se tem ou não sido utilizado.

MÉDIOS-CENTRO
Como disse no post anterior, nos trincos não mexia uma vírgula. Creio que o nosso grande capitão, com a tranquilidade a que nos habituou, estará preparado para que esta possa ser a altura em poderá ir perdendo a indiscutível titularidade que tem assumido nos últimos anos. Sendo que, penso, o Custódio entrará em melhor forma para esta nova época. Assim, o terceiro e novo elemento só poderá ser o Dinis que me pareceu ter as qualidades mais do que suficientes para entrar já, directamente, no plantel sénior do Vitória, aprendendo com o Flávio e Custódio para poder vir a ser titular, a breve trecho.
Mas isto são os trincos, que não é a posição a que me refiro neste ponto. Neste ponto queria referir-me aos médios-centro, o lugar que é desempenhado pelo João Alves e para o qual (para mais agora com a saída do Tiago Ronaldo) não tem suplentes.
No entanto, devo acrescentar, até por não ter propriamente sugestões para esta posição, que a entrada - efectiva e não apenas para encher plantel - do Dinis poderá dispensar esta contratação, assumindo quer o Dinis quer o Custódio a posição do João Alves quando seja necessário. Até porque, com um meio-campo ofensivo mais criativo e menos defensivo, pode justificar-se mais a utilização de dois médios com características defensivas.
MÉDIOS ESQUERDOS
Para esta posição, onde pontifica o Desmarets, tendo jogado toda a época sem suplente, penso ser claramente necessária a contratação de um novo jogador.
Publicamente já foi veiculado o nome do Zé Pedro (Belenenses) que sendo um belíssimo jogador é igualmente um jogador de idade já um pouco avançada (30 anos) pelo que preferiria apostar num jogador que possa ver o Vitória como uma rampa de lançamento da sua carreira.
1. Fábio Coentrão (Rio Ave/Benfica) - 21 anos
Cá está um atleta que encaixa naquele critério. O Fábio Coentrão é claramente um jogador de difícil disciplina, no entanto, é igualmente evidente a sua valia. Teve dificuldade de afirmação no Benfica, com quem tem contrato, motivo por que foi emprestado ao seu clube de origem, o Rio Ave. É um daqueles jogadores que, singrando num clube como o Vitória poderá refazer claramente a sua carreira, assumindo-se, ganhando dimensão e destaque, e promovendo-se para outros vôos. É daqueles casos que, "encostado" no e ao Benfica, vai andar anos sem ter oportunidades até deixar de ser uma esperança e ser cedido a título definitivo a um clube do meio da tabela.
Com a idade que tem (21 anos) está na altura certa de se poder assumir num clube como o Vitória para eventualmente poder até dar maiores saltos na carreira. Mas não como emprestado. Também se, com ou sem protocolos, as relações com a sua entidade patronal são favorecidas, está na altura de se começarem a ver frutos desse posicionamento estratégico do Vitória que tão criticado foi.

MÉDIOS DIREITOS
Para esta posição tínhamos a tal razia com a saída do Carlitos e do Luís Filipe (cujas saídas, a bem da demonstração de algum respeito pelos sócios que sabem ver futebol, espero bem se confirmem, sob pena de começar a parecer que alguém tem percentagens dos seus vencimentos pois só uma tal coisa justificaria a continuação de qualquer deles).
Entretanto, convém recordar, mantém-se o Marquinho que é um segundo avançado (posição de apoio ao ponta-de-lança), posição que não existe na nossa configuração táctica e foi já contratado um jogador. Sendo que a confirmada contratação do Kamani Hill não prescinde a contratação de (pelo menos) mais um jogador para esta posição. Sendo ainda que, esta posição, precisamente por ser uma das mais necessitadas, é daquelas para a qual mais jogadores se sugerem, se não é o primeiro, é o segundo, ou o terceiro, e por aí fora. Muitas sugestões e creio que todas elas de indiscutível qualidade.
Não esqueci o Diogo Lamelas, que teria integrado no plantel em vez deste Kamani Hill, mas uma vez consumado esse facto, e sendo todos de acordo de que porventura não será, ainda, um titular do Vitória, creio ser melhor para ele poder jogar num clube da Liga Vitalis (Vizela?), onde possa aprender, evoluir, tomar o primeiro contacto competitivo com o futebol sénior e depois regressar para integrar o plantel.
1. Kamani Hill (Wolfsburgo - Alemanha) - 23 anos
Este americano descendente de tobaguenho e hawaiana (estadunidense portanto), de nome Kamani Helekunihi Hill, é um jogador desconhecido mas não tanto como o Mendieta. Embora relegado para a equipa B, é um jogador que vem do primeiro classificado do campeonato alemão, internacional esperança da selecção dos EUA e já com duas internacionalizações A.
É certo que a selecção dos EUA não é propriamente um entusiasmo, mas é também certo que o Vitória só pode aspirar a ter internacionais de selecções inferiores e enquanto assim for já não estaremos mal.
Traz algum curriculum, mas aguardemos pelo que exibirá.
2. Sougou (Académica) - 24 anos
Este é um grande jogador. Um jogador rapidíssimo, que nos deu água pela barba em Coimbra, que já no passado tinha sido falado para o Vitória, boato nunca confirmado, e que se tem revelado um belíssimo jogador na Académica. Um jogador de linha, aguerrido, objectivo, mais do que adaptado ao futebol português, em suma, encaixa como um luva no que penso precisarmos para esta posição, para as duas alas aliás, jogadores mais rápidos e mais criativos. Naturalmente que, tendo contrato com a Académica, tal facto inviabilizará ou dificultará sériamente esta pretensão, mas isso não é problema que me caiba resolver.

3. Braga (Leixões) - 25 anos
Este jogador é claramente uma das surpresas do último campeonato. Jogador que andou pelo Salgueiros, Tirsense e Leça, e que acabou por se afirmar no Leixões com excelentes exibições, 5 golos no campeonato, e sendo a par do Wesley o jogador mais decisivo e influente do supreendente Leixões 08/09.
No entanto, seria sempre estranho ter um jogador com este nome no nosso plantel... mas de qualquer das formas, atenta a indiscutível valia do atleta, mereceria claramente a pena apostar num jogador já a meio da carreira, na fase de maturidade perfeita para poder integrar um clube como o Vitória.

4. Urretavizcaya (Benfica) - 19 anos
Na mesma lógica protocolar que o Fábio Coentrão e na mesma lógica dos pontas rápidos sugeridos para as duas alas, penso que este uruguaio Urretavizcaya, completamente encostado no Benfica, poderá ser uma excelente aposta no Vitória. Contrariamente ao Fábio Coentrão (que defendo dever vir a título definitivo) neste jogador seria já aceitável o seu empréstimo. Porque apesar de ser um jogador muito jovem, não se pode dizer que seja um jogador em formação pois ficou no plantel dos vermelhos tendo sido utilizado algumas vezes. Claro está que com esta idade não se tratará de um jogador de que o Benfica se queira libertar, o que se compreende, pelo que é daqueles empréstimos que em minha opinião poderá favorecer ambas as partes, permitindo ao jogador que jogue e possibilitando ao Vitória um jogador que é indiscutivelmente uma mais-valia e que não virá apenas para tentar rodar mas para se poder afirmar.

5. João Ribeiro (Naval 1º de Maio) - 21 anos
Este jogador, que já o ano passado referi, mantenho por me ter parecido do que dele vi, um atleta a apostar. Este jogador é, creio, dos escalões de formação do Porto estando agora apenas vinculado à Naval. A época anterior era titular e esta deixou de o ser a partir de certa altura, alegadamente, por se recusar a renovar contrato com a Naval, o que significa que poderá ser um jogador livre. Ou significa ainda que já alguém andava de olho nele e o untou prévia e devidamente para que não renovasse. Se assim for, saberemos brevemente. De qualquer forma creio que como jogador muito jovem que é com apenas 21 anos, e como jogador com alguma qualidade, seria um valor a considerar, tal como já havia referido o ano passado.
MÉDIOS OFENSIVOS
Aqui é o Nuno Assis. Que, se vai embora, leva o Carmo e a Trindade, já caídos, com ele. Esperemos naturalmente que fique. No entanto, a sua "vontade" em sair, a sua actual insubstituibilidade, e os seus 31 anos aconselham a que se pense em jogadores que possam vir a ocupar aquele lugar. Para suplentes do Nuno Assis.
Julgo aliás que seria nesse espírito que o nome do Hugo Leal veio à baila como sendo do interesse do Vitória. Vamos à minha, reiterada, sugestão:

1. Cristiano (Paços de Ferreira) - 25 anos
Tal como com o João Ribeiro, também este é um jogador que já venho indicando há uns anos a esta parte, concretamente o ano passado aqui no blogue. O Cristiano, apesar de jogar há 4 anos no P.Ferreira, ainda é novo e é já um valor seguro dos castores (lindo nome). Tanto joga como nº10 (não sendo grande distribuidor) como joga como segundo avançado ou ponta esquerda (uma vez que é um esquerdino), sendo a sua posição preferida aquela em que joga por trás dos avançados, sem posição definida, um pouco como faz o N.Assis.
Penso que é um jogador que podia aproveitar o Vitória para dar um salto na carreira, e agora é a altura de o fazer. Para nós era excelente poder ter alguém que fizesse as vezes do N.Assis sempre que ele não pudesse, e se preparasse no fundo para essa função.

AVANÇADOS
Como disse no post sobre as saídas, sou a favor de que não saia nenhum avançado, logo, não entrando nenhum igualmente. No entanto, tal como em cima referi quanto aos defesas direitos e à situação concreta do Andrezinho (poder surgir uma boa proposta) o mesmo se diga aqui quanto ao Roberto. Que é um jogador que nos interessa manter mas que, atenta a sua idade (quase 31 anos) e as eventuais propostas, seria de permitir a saída tendo então aí que se ponderar uma entrada.
E quanto a possíveis entradas...

1. Carlão (U.Leiria) - 22 anos
Este clube recém-promovido não pretenderá compreensivelmente abrir mão das suas pérolas, daqueles jogadores que contribuíram para a sua subida. Mas pior mesmo é o interesse do Sporting neste jogador, que tem sido comentado nos jornais da especialidade nos últimos tempos. Do que dele vi pareceu-me um jogador muito dotado técnicamente, muito calmo na zona de finalização, um avançado maduro e tranquilo na hora de finalizar. Estilo típico do avançado brasileiro, muito tecnicista e com soluções onde menos se espera.
Apresenta um porte correspondente (1,90m) o que associado à sua idade fazem dele um jogador com muito futuro, numa posição onde não é fácil encontrar bons executantes.

2. William (Paços de Ferreira) - 26 anos
É o terceiro melhor marcador do campeonato (a seguir ao Néné e Liedson), com 9 golos no camponato (11 na época). É um excelente cabeceador e exibe um porte atlético típico de ponta-de-lança. É um atleta que, perante a eventual saída do Roberto, se apresenta como estando perfeitamente à altura para o substituir, rejuvescendo-se e não se perdendo em qualidade, até porventura se ganhando.

Em conclusão, ficaria este o meu plantel do Vitória 2009/10:
Guarda-Redes
Nilson
Júlio César
Cláudio Ramos
Defesas Direitos
Andrezinho / Alex
Lionn
Defesas Esquerdos
Ronny / Sílvio / Tiago Pinto
Mendieta
Defesas Centrais
Sereno
Moreno
Rasmus Bengtsson
Ricardo Fernandes
Trincos / Médios Centro
Flávio Meireles
Custódio
Dinis
João Alves
Médios Direitos
Kamani Hill
Sougou / Braga / Urretavizcaya / João Ribeiro
Médios Esquerdos
Desmarets
Fábio Coentrão
Médios Ofensivos
Nuno Assis
Cristiano
Fajardo
Avançados
Douglas
Roberto / Carlão / William
Santana Carlos
Marquinho

Etiquetas: , ,

publicada por Paquito @ 12:30  

2 Comentários:

  • Às 10 junho, 2009 17:35 , Blogger Jeremias disse...

    Confesso que este exercicio de adivinhar o plantel que se segue é daqueles porque tenho mais curiosidade.
    Bastantes anos atrás,juntamente com um grande vitoriano meu amigo e também do PAQUITO( O F.Martinho),dedicavamo-nos a tomar nota num papel das propaladas contratações do Vitória.
    Começavamos em finais de Maio e depois em Agosto bem nos riamos ao conferir.
    Porque entre o prometido e a "colheita" era cá uma diferença...
    Entre os vários nomes que o PAQUITO sugere, e admitindo a minha ignorância quanto á valia ou estado de forma de alguns,há quatro que são do meu particular agrado.
    Júlio César,Tiago Pinto,Cristiano e Carlão.
    Com eles,mais a manutenção dos jogadores essenciais do nosso plantel,mais a subida de um ou dois juniores a sério, o regresso de Targino(ai o EDMUR...), as contratações já anunciadas (Hill e Mendieta) e as quase anunciadas (Alex e Jorge GOnçalves) a que se juntariam os tais centrais de boa valia e um extremo esquerdo ficavamos com equipa para lutar pelo acesso á...Champions !
    Infelizmente parece-me que Tiago Pinto e Carlão não estarão ao nosso alcance.
    Mas se o Presidente contratar o ponta de lança em que anda a pensar há muito tempo (e não estou a falar de Pinilla) creio que ficaremos muito bem servidos.
    "Ele" e Douglas serão uma das duplas mais temiveis da Liga.
    Uma coisa me agrada:
    Este ano tudo indica que o plantel estará pronto na data de inicio dos trabalhos.
    E isso é uma vantagem clara face ás indefenições que se veêm noutros clubes nossos concorrentes.

     
  • Às 25 junho, 2009 16:48 , Blogger Fredrik Söderström disse...

    excelente post...é pena que ninguem o tenha lido, ou tomado algumas destas indicações....

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page