27.5.09

Despedida “briosa”

Desceu o pano sobre mais uma Liga, este ano com uma das mais decepcionantes participações do Vitória de que há memória, não pela classificação em si, mas pelas pequenas batalhas que, desde Julho de 2008, fomos aos poucos perdendo.

A última dessas batalhas foi ganha com algum brio, já depois de ter pairado no ar a ideia de que os jogadores já estavam de férias…

De facto, com nada mais já para ganhar, seria de esperar que neste último jogo contra a Académica os jogadores se fossem arrastar no campo. Felizmente não foi assim.

Assistiu-se a um jogo emotivo, tendo o Vitória entrado em campo com algumas alterações na sua estrutura: na baliza, o titularíssimo Nilson cedeu o lugar a Nuno Santos, que se despede do Vitória; na defesa, registou-se a entrada de Andrezinho; no losango do meio campo entrou Fajardo; no ataque, vindo de longa lesão, o regressado Douglas.

O Vitória jogou em 4-4-2, com um losango de meio campo muito mais activo do que em outras situações, mas onde se notou que os defesas laterais não subiam tanto como seria de esperar, principalmente no caso de Andrezinho.
Coincidência ou não, o ataque esteve desta vez mais mexido, com Douglas a dar cabo da cabeça aos defesas, sempre secundado por Roberto e pelo inevitável Nuno Assis.
E que melhor forma de comemorar o regresso do jovem atacante brasileiro do que “ajudando” o defesa academista a marcar na própria baliza o primeiro golo do Vitória aos 38’, já depois de se encontrar a perder por 0-1 (fruto de um ataque rápido de Saleiro, que, mais uma vez, deixou nas “covas” o “rapidíssimo”Gregory)?
Foi curioso, depois, ver o gesto que Douglas “dedicou” à falange academista que viajou de Coimbra…

Mas o momento de maior emoção chegou no intervalo, quando o speaker do estádio anunciou que se iria assistir a um momento inédito. Pensei que o presidente vinha ao relvado pedir desculpa aos sócios pela péssima planificação da época, mas afinal o momento inédito era um pedido de casamento em pleno relvado! Inesperado, mas bonito de ver.

Na segunda parte o Vitória continuou ao ataque, tendo Roberto marcado por duas vezes (67’ e 68’), terminando a época em beleza como o melhor marcador da equipa e como o único avançado do Vitória (desde Cascavel) a conseguir marcar aos 3 “estarolas” na mesma época.
De assinalar também a estreia de Dinis, o nosso “Gattuso”, com 13’ em campo muito seguros.

Positivo:
Desta vez, não houve atropelos nos hinos.
A estreia de Dinis.
5 golos num jogo de fim de época.

Negativo:
"Apenas" 7210 espectadores (24% da ocupação total do estádio). Ainda assim, quem dera a muitos ter metade destes 7210...
A Académica a jogar de branco (à Vitória) e o Vitória de roxo…Porquê???
Os stewards não souberam manter a ordem no final do jogo (mas acho que aqui a culpa também não é só deles nem dos sócios desordeiros…)
O comunicado/despedida invisível de Cajuda (o Comunicado aos jornalistas).

Os melhores:
1-Douglas (pelo trabalho que deu aos defesas, pela dinâmica que trouxe e também pelo seu regresso)
2-Roberto (pelos 2 golos)
3-Nuno Assis/Milhazes
Para o ano há mais!
E esperemos que seja MUITO MAIS E MUITO MELHOR!!!

publicada por Saganowski @ 15:41  

1 Comentários:

  • Às 29 maio, 2009 17:32 , Blogger Jeremias disse...

    Estou de acordo de forma geral.
    Não voto porque não vi o jogo.
    as reitero que o senhor Cajuda anda a brincar com o Vitória.
    Não utilizar o Tiago Ronaldo (dois anos em branco !!!)e levar para o banco Carlitos,Wenio e Luis Filipe só pode ser gozo.

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page