22.11.04

Ora vamos lá ver...

Pessoalmente, parece-me que o Vitória fez uma boa primeira parte, provavelmente a melhor que aqui vi esta época. Jogou bom futebol (embora continue alguma displicência no passe), criou oportunidades, foi atrás da bola com garra, pressionou por todo o campo e por aí fora. O único facto negativo foi a invenção por parte do Sr. Pedro Proença de uma série de cartões amarelos sem razão de ser, amostrados em lances perfeitamente normais, quase todos no meio campo, sem qualquer perigo e sem particular agressividade. Penso que o primeiro dos cartões exibidos ao Cléber é risível, sendo certo que o segundo é patético. Do outro lado dava-se cacete em bom ritmo, chutavam-se bolas para longe dos locais das faltas, continuava-se jogadas interrompidas pelo apito... enfim, um pouco de tudo, sempre sem qualquer advertência disciplinar. E isso, acho eu, tolheu um bocado a acção de alguns jogadores mais impetuosos do nosso Vitória, como foi nitidamente o caso de Rafael. Mas a raça e a entrega, a pressão alta, a procura da posse de bola, tudo esteve lá até ao 48.º minuto. E, pelo meio, ainda tivemos a sorte de o árbitro marcar uma falta ao contrário que nos deu o golo que, apesar de chegar dessa forma, era, então, merecido.
Do intervalo regressou outra equipa e isso foi notório logo nos primeiros instantes de jogo e durou até ao golo do empate do UL. Ora, para isto, sinceramente, só vejo uma explicação: o discurso no balneário foi pouco ambicioso, foi no sentido de mais calma e defender o resultado. Só pode ter sido assim. Se assim não foi, os jogadores do Vitória, salvo raríssimas excepções, têm dupla personalidade.
E que assim foi mostra-o também aquela substituição que não tenho dúvidas em classificar de cretina, aquando da lesão do Rafael. Rui Ferreira ? Nem para aquecer o banco, valha-me Deus. E defender ? O quê ? O resultado mínimo em casa contra uns tipos que ainda nem tinham feito (se a memória não me falha) um remate à baliza, digno desse nome ? Claro, a equipa passou a defender ainda mais e, claro também, pior.
E depois... pimba... uma baralhada qualquer, lá mamamos mais um no meio da confusão, nem eles sabem como, e toca a correr atrás do prejuízo. É certo que nessa fase do jogo tivemos umas 3 oportunidades absolutamente enormes de golo e pelo menos mais duas situações que claramente podiam ter dado para isso e que ninguém, como de costume, consegue marca-los, mesmo de baliza aberta ou quase, nem que seja só encostar o pé e empurrar... e claro que isso não é culpa do treinador, que não pode ele ir lá mete-los pelos jogadores. Mas o que é culpa dele é a falta de ambição com que contagia a equipa, pelo discurso e pelos sinais que dá, através das substituições. E depois... fica tarde e o tempo é curto. Tenho a certeza que se o jogo durasse mais 5m, ela acabava por entrar, mas quem começou atrasado foi o banco.
E é assim... como já disse, a paciência começa a faltar.
Mas também tenho de dizer... f***-se, a sorte não quer nada conosco...

VITÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓRIA

publicada por N' Dinga @ 20:35  

8 Comentários:

  • Às 22 novembro, 2004 22:11 , Blogger Xadrez Pantera disse...

    Ò amigo carimbístico, então que dizer da falta que vos deu o golo? Não foi risível? Quase tão bom como o amigo Lucílio Baptista! AHAHAAHAAH! Por favor, não desçam de divisão, que eu gosto deste tipo de rivalidade. Sobretudo porque se calhar ainda não era nascido quando ficámos atras de voçês no campeonato.
    Força Xadrez, até ao 1º lugar!

    PS - O amigo João Loureiro não sou eu. Embora folgue muito em ver outro compincha a mandar aqui uns bitaites.

     
  • Às 23 novembro, 2004 10:36 , Blogger Pedro Mendes disse...

    Caro adepto de um clube de bairro,

    Para além do grande defeito que tens( ser um portista disfarçado de boavisteiro), não sabes ler!!!
    Pede ao teu papá que te leia o texto em voz alta e vê lá se o N'Dinga não diz que o golo provem de uma falta marcada ao contrário?

    Ai se a idiotice matasse...

    Saudações Vitorianas

     
  • Às 23 novembro, 2004 12:00 , Blogger Pedro Barbosa disse...

    Meu caro N´dinga, apesar de todas as nossas diferenças no passado blogista, pela primeira vez estou tentado a pedir-te um favor... Permites que eu assine por baixo o teu post? E depois deixo-te uma pergunta, consegues aguentar isto até ao natal?

     
  • Às 23 novembro, 2004 18:20 , Blogger N' Dinga disse...

    Meu Caro Pastelão, como disse, a paciência começa a esgotar-se, mas apesar de tudo, sou mais paciente que tu (o que já se provou à saciedade). Para o Natal faltam umas 4 jornadas... acho que, entretanto, ou vai ou racha. Por outro lado também tenho fé que o azar não dure sempre... E que alguns lesionados recuperem e que o Sr. Professor abra os olhinhos para a qualidade de outros... sobretudo o Alexandre e o Bráulio. Acho que aguento mais um bocadinho e que, apesar de tudo, empatar não é perder... podia ser pior. A ver vamos...
    Haja calma!!! Um dia as coisas mudam!!!

     
  • Às 23 novembro, 2004 18:39 , Blogger Pedro Barbosa disse...

    Ora, ora, agora lixaste tudo oh N´dinga... azedaste a sopa outra vez. Então um empate já é bom, podia ser pior... É o que eu digo, temos mesmo ambições diferentes para o Vitória, alás as tuas adequam-se muito bem ao discurso do Sr. Prof. de ginástica funcionário publico treinador em part-time. Nesse prisma és capaz de ter razão, já não perdemos à 3 jornadas, temos 10 pontos, já só devem faltar para ai uns 24 pontos para atingir o nosso objectivo!!!

     
  • Às 24 novembro, 2004 10:11 , Blogger N' Dinga disse...

    Não é nada disso, pá... só digo é que tenho mais paciência que tu e, ao contrário de ti, não acho que seja tudo culpa do treinador. Acho que o tipo é pouco ambicioso e, desse ponto de vista, não interessa ao Vitória, mas também acho que (como já diss e tu discordaste), apesar disso, o Vitória continua a criar 4, 5 oportunidades claras de golo (e neste houve aí umas 3 de baliza quase escancarada) e não as concretiza. Ora isso não é culpa do treinador... dê lá por onde der. O que é certo é que se o Vitória concretizasse, em média, um terço das oportunidades que cria por jogo, não estávamos nesta situação e não havia esta contestação, porque ganhava os jogos e à vontade... Por isso e porque não se sabe como seria esta equipa com um ponta-de-lança a sério (como o Silva)... estou disposto a aguardar mais um bocadinho. Acho que mesmo psicologicamente, o Natal é boa época para mudanças. E creio que as vai haver.
    Quanto aos empates, só disse que era pior e mais urgente se perdessemos. Assim como assim não é tão deprimente. Só isso. Que para ambição, só fico satisfeito quando formos campeões nacionais (para começar).

     
  • Às 24 novembro, 2004 12:35 , Blogger Pedro Barbosa disse...

    Meu caro N´dinga, realmente no ultimo jogo tivemos 3/4 oportunidades de baliza aberta é verdade, mas com o Carlos Carneiro a ponta de lança... é verdade que não é facil. Contudo quem o meteu lá foi o Sr. Prof. de ginastica funcionario Publico treinador em part-time.
    Mas caro N´dinga vou-te fazer um convite, quando puderes vai assistir a um treino ministrado pelo incompetente e facilmente perceberás porque é que o Vitória tem este desempenho ofensivo, com 8 golos apenas em 11 jogos e 6 fruto de lances de bola parada.

     
  • Às 24 novembro, 2004 23:01 , Blogger Dane disse...

    Há pessoas que não têm mais nada que fazer....
    E depois há outras que nem com treino....
    GUIMARÃES ALLEZ!!!
    GUIMARÃES ALLEZ!!!

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page