7.11.12

Hora da Verdade

No fim de semana de 17 e 18 de Novembro o nosso Vitória vai ter o seu momento da verdade.
Aquele em que os associados por voto livre e secreto (é incrivel quem ponha este modo de votação em causa) vão decidir se o clube deve constituir uma SAD para gerir o futebol ou se deve continuar no actual modelo de gestão rumo ao seu fim inexorável e próximo.
Salvo o aparecimento, que me parece altamente improvável, de um qualquer Abramovich é exactamente isso que está em causa.
Exaurido financeiramente, estrangulado pela divida e respectivos juros, sem nenhuma transferência milagrosa que lhe permita uma considerável injeccção de capitais o Vitória está literalmente entre a espada e a parede.
Posição em que foi colocado por anos e anos de desvario, de má gestão, de despesas inconcebiveis, de salários desajustados da nossa realidade, da mais absoluta incapacidade em prever e acautelar o futuro.
E é o que os sócios vão ter de decidir.
Se querem alienar parte dos  seus 100% de posse da modalidade futebol, mantendo uma parte considerável mas permitindo a entrada de investidores e com isso salvando o clube, ou se pelo contrário preferem continuar a serem detentores de tudo na certeza de que esse tudo vai durar pouco!
Sejamos claros:
Pouca coisa há mais bem intencionada mas totalmente falsa do que esse slogan que alguns gostam de apregoar: "O Vitória é nosso".
Não é.
O Vitória hoje só é dos sócios em termos de afectividade porque todo o resto é dos bancos, do fisco, da segurança social, dos credores.
A própria operação "Todos por uma Paixão" tem vindo a demonstrar que pese embora a generosidade de muitos vitorianos que para ela contribuiram já não está nas mãos dos sócios a solução financeira que permita ao clube sair deste estado de grande fragilidade e tremendo risco em que se encontra.
Eu, como muitos vitorianos, nunca fui grande entusiasta de uma SAD face ao evidente fracasso de quase todas as outras constituidas nos ultimos anos em Portugal.
Com excepção, talvez, da do Sporting de Braga.
Que ,coincidência ou não, começou o seu exponencial crescimento desportivo a partir do momento em que constituiu a sua SAD.
Mas, mais que não seja em termos afectivos, gostaria de ver o nosso Vitória continuar integralmente no modelo associativo e não alienar parte da sua área desportiva a pessoas ou entidades estranhas ao nosso clube.
Mas é tempo de a razão se sobrepor à paixão.
E perceber que indo-se alguns aneis ficam os dedos!
E que para lá da SAD para gerir o futebol continuará a existir o Vitória Sport Clube com o seu património que nos orgulha a todos, com as suas modalidades que lhe dão a grandeza eclética que poucos tem, com a sua massa associativa exemplar na forma unica de sentir o clube e de levar longe o nome do Vitória e da região que o rodeia como exemplo incomparável  em termos nacionais de fervor clubistico.
Tempo de decidir.
Bem !

P.S. Faz hoje seis anos que coloquei o meu primeiro post neste blogue. Não podia deixar de assinalar a data escrevendo qualquer coisinha...

publicada por Jeremias @ 22:08  

2 Comentários:

  • Às 08 novembro, 2012 02:03 , Blogger Saganowski disse...

    Será que a possibilidade de voto dos sócios ausentes no estrangeiro foi pensada???
    Eu (e mais alguns patrícios) queriamos votar.
    O Vitória também tem de ser grande nestas coisas...

    E parabéns pelos 6 anos, caro Jeremias!

     
  • Às 10 novembro, 2012 15:41 , Blogger Vítor Nogueira disse...

    A injecção de um milhão de euros (até dá vontade de rir à gargalhada), parece ser a salvação (não entendo bem de quê..).

    Uma correção: o Braga não melhorou coisa nenhuma desde que começou a ser SAD. Nada. Zero.

    O Braga melhorou quando o Salvador foi eleito e mais ainda, quando Jorge Mendes meteu lá o dedo. Tivemos muitos e bons anos melhores do que o Braga já depois de eles serem SAD.

    A entrada de um milhão de euros não resolve NADA.
    E como dizia o Sr. Cirilo em Janeiro (o politico já mudou de opinião),não há momento pior para a formação da SAD do que o momento atual.

    Venda-se um Ricardo qualquer e já não precisamos de toda esta chatice com a SAD. A montanha parirá um rato.

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page