24.2.11

DEFENIR O FUTURO.

Tantas vezes criticada a Direcção do VITÓRIA, nomeadamente no que à gestão do futebol diz respeito, é justo salientar que noutras áreas tem sido meritório o seu trabalho.
Vem isto a propósito da mais recente campanha de angariação de sócios, levada a cabo nos últimos dias, junto das escolas do nosso concelho e dos concelhos limitrofes.
De acordo com as informações que chegam através dos orgãos de comunicação social local (os "nacionais" estão apenas preocupados em saber o que pensa o Vilas Boas das declarações do Jesus e quando fala o "mais petiz" em saber o que pensa o "papa chiclets"; ou então o que pensam os comentadores de cada um desses clubes sobre o que dizem os comentadores do outro clube. Adiante...) têm constituido um êxito assinalável junto da pequenada as deslocações Vitorianas, nomeadamente com a presença dos jogadores mais mediáticos do plantel mas, acima de todos, do Neno que, nestas coisas da simpatia, pede meças aos mais simpáticos do mundo.
Segundo o que tem sido dado a conhecer, a campanha tem subjacente a lógica de, aproveitando a presença dos "craques da bola" nas escolas, ofercer um Kit de sócio e respectiva jóia e entrega, no momento, de um cartão que possibilita a entrada do "jovem associado" no estádio Afonso Henriqques, para assistir a jogo(s) do clube.
A entrega do cartão "in loco" constitui uma excelente ideia.
O miúdo casa não vai para casa de "mãos a abanar" e todos sabemos como é importante para a miudagem a oferta de presentes, por mais insignificantes que os mesmos sejam.
Uma espécie de "fidelização na hora".
Esta campanha promocional segue-se a outras, levadas a cabo pela Direcção do clube, entre as quais destaco a parceria com a CGD (Cartão Caaixa Vitória) e com a Optimus (VITÓRIA Mobile).
Uma e outra possibilitam aos associados do VITÓRIA aceder a um conjunto de benefícios na utilização dos respectivos produtos.
E também por aqui que se projecta o futuro do clube e o seu crecimento.
Pela chamada de gente nova e pela fidelização de quem já é sócio.
No entanto, como é sabido, é sobretudo pelos resultados desportivos (com o futebol à cabeça) que se sustenta esse crescimento.
Deve ser esse, por isso, o caminho a seguir.
Mais cuidado e rigôr na gestão desportiva é que o que se exige.
Seja na definição dos dos planteis a tempo e horas, seja na politica de contratações, cedências e empréstimos, seja no aproveitamento dos miúdos que saem da formação.
Se tudo isto for feito com cuidado (ou profissionalismo, se preferirem) os êxitos desportivos ficam mais próximo de serem alcançados.
Será no conjunto das (boas) decisões deste binómio (marketing e futebol/modalidades) que se irá definir o futuro do VITÓRIA.
Para que esse futuro seja risonho esperam-se boas decisões.
Como a que agora tem sido levada a cabo na angariação de jovens associados.

publicada por CASCAVEL @ 16:14  

1 Comentários:

  • Às 28 fevereiro, 2011 14:46 , Blogger Jeremias disse...

    Concordo contigo CASCAVEL.
    Na área do marketing, globalmente considerado,está-se a fazer um bom trabalho e que certamente vai dar frutos.
    Sei que nomeadamente em relação ás lojas do Vitória estão para sair novos produtos,alguns bem interessantes,que tornarão o nosso merchandising mais atractivo.
    Considero,ness amatéria de lojas,que o clube devia fazer um esforço para abrir um espaço no centro histórico da cidade de molde a que muito mais pessoas tivessem oportunidade de diariamente verem (e comprarem) produtos do clube.
    Nomeadamente os turistas.
    Seria maneira de o Vitória se inserir num espaço muito frequentado e realçar a ligação do clube á História de Guimarães e de Portugal.
    Nem que para isso, por uma questão de custos, a loja do estádio passasse a estar aberta apenas em dia de jogos.
    Outra medida necessária, e urgente, mas que não depende do marketing(embora este devesse ter opinião) é a da marca de equipamentos.
    Que nos envergonha.
    Porque a Lacatoni,com todo o respeito não está á altura do Vitória.
    Os sócios não gostam do design,da qualidade, nem do preço dos equipamentos.
    Nem de ver a marca que equipa o nosso clube também equipar duzias de equipas dos regionais á Liga Sagres.
    Qualquer um prefere dar mais três ou quatro euros e comprar uma camisola Nike,Adidas,Umbro,Puma,Reebok, bonita e com qualidade do que aquela horriveis camisolas Lacatoni.
    Afinal um dos argumentos para manter a Lacatoni(Milo dixit) era termos equipamentos a bom preço para os sócios comprarem.
    Nem são a bom preço nem são bons.
    Há que mudar.
    De marca de equipamentos.
    E,se calhar,não só...

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page