24.6.11

Fui readmitido !...

(desfecho final dos episódios – Vou ser promovido!... e Ia ser promovido..)


Vi as coisas mal paradas, pensei melhor na minha situação, e resolvi voltar a falar com o meu patrão.

Expliquei-lhe que me tinha precipitado na minha decisão, que não estava a ver bem a coisa. Disse-lhe que ele tinha toda a razão em se sentir enganado e mesmo prejudicado, mas que tinha reflectido sobre tudo isso e, depois de ter informado o outro “patrão” que afinal já não estava disponível para trabalhos extra, ali estava para lhe pedir que reconsiderasse a sua decisão, e que não esquecesse todo o meu anterior empenho e dedicação à empresa, durante 6 anos.

O patrão pensou, reconsiderou… e acabou por me readmitir.

Estou tão feliz.

Não ganhei para o susto.

Estava a ver o meu caso muito mal parado.

Mas agora que fui readmitido, dizem-me alguns amigos meus que todos aqueles bandalhos que andaram para aí a dizer que eu não fui um bom profissional, me deveriam vir pedir pedir desculpa.

Às tantas têm razão...

Afinal, eu abdiquei de tudo, em favor da minha empresa.

E sem qualquer pressão para isso…


Etiquetas:

publicada por Ibraim @ 20:36  

4 Comentários:

  • Às 24 junho, 2011 23:05 , Blogger Jeremias disse...

    Já agora falta acrescentar que o Nilson abdisou dos 60.000€ que tinha recebido pela naturalização mais os 5.000€/jogo.
    Grosso modo ao "abdicar de tudo em função da empresa" o jogador de 35 anos prescindiu de qualquer coisa como 25.000 contos num ano face ao previsivel número de jogos que faria.
    Mais do que ganha na "empresa".
    E que face á idade nunca mais terá possibilidade de ganhar.
    Gostava de ver muitos dos criticos,em situação semelhante,deitarem porta fora esse dinheiro.

     
  • Às 24 junho, 2011 23:57 , Blogger Ibraim disse...

    Não será perfeitamente claro que o Nilson tenha abdicado da selecção do BF, apenas por aquilo que ele disse - por consideração ao clube.
    Há uma outra versão que defende que a sua atitude está mais relacionada com a iminência de ser relegado para o banco de suplentes, perdendo assim a titularidade. E esta versão até fará o seu sentido, levando em linha de conta que o Nilson apenas tomou a sua decisão após a entrevista de MM.
    De qualquer modo, eu dou-lhe o benefício da dúvida, e regozijo-me com a sua atitude, considerando que agora sim, ele tomou uma atitude à altura daquilo que nos habituou durante 6 anos...

     
  • Às 25 junho, 2011 16:17 , Blogger Saganowski disse...

    Não gostei desta "novela", não gostei das declarações do MM e do rápido comunicado do Nilson. Acho que houve ali muita coisa que ficou por explicar...Mas num clube como o Vitória onde não se obedece a estatutos nem se explica negócios mais ou menos "estranhos", está tudo dito!

     
  • Às 26 junho, 2011 19:56 , Blogger Ernesto Paraíso disse...

    vamos agora atacar o Nilson porque reconsiderou?
    Reconsiderou por verificar a má recetividade que teve a sua atitude.
    Por mim, como sócio do Vitória, dou o caso como encerrado, sem esquecer que Nilson prescindiu de cerca de 100 mil euros.
    Gostava de saber qual o número de vitorianos que estivesse disposto a fazer um sacrifício desse calibre pelo clube.

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page