24.1.08

Ainda o discurso de Cajuda.

[Vão-me desculpar mas a resposta que queria dar ao post anterior ficou demasiado grande e por isso teve de vir em novo post].

Como é evidente, cada um tem direito à sua opinião e se houver alguns de nós que, mesmo depois de tudo o que Cajuda fez pelo Vitória, continuam "de pé atrás" em relação a ele, nós, os que admiramos (e não é de há um ano a esta parte) o seu trabalho, só temos é que respeitar. Mais nada.

O problema, em minha opinião, é outro e vai mais fundo. Devo dizer que a visão do Pedro Mendes e do Cascavel exposta no post abaixo, explica, em meu entender, a razão de ser do facto de o nosso clube, com as condições que tem, estar muito aquém em termos de resultados, daquilo que poderia e deveria ter alcançado.
A verdade é que a nossa massa adepta, fantástica em tantas ocasiões e fiel como poucas, continua a viver num mundo irreal e continua sem interiorizar uma série de coisas: que o Vitória, há um ano atrás, andava a arrastar-se pelas gamelas da Liga Vitalis; que o Vitória nunca ganhou um campeonato (coisa que outros mais pequenos que nós já conseguiram); que o Vitória nunca ficou em 2º no campeonato (idem); que nunca foi à Taça/Liga dos Campeões (idem); que nunca ganhámos uma Taça de Portugal (o que tantos outros clubes e clubecos já conseguiram) etc...
Temos definitivamente de meter isto na cabeça e assentar os pés no chão. Só nessa altura, quando deixarmos de exigir mundos e fundos; quando deixarmos de ser esses eternamente insatisfeitos, mesmo quando tudo corre bem; quando deixarmos de ser esse "fidalgo arruinado" que tem a mania que é "nobreza", mas não tem um tostão no bolso é que chegaremos a algum lado e conquistaremos finalmente o lugar que é nosso por direito.

Somos o 4º grande? Em massa adepta sem dúvida. Mas comparados com os outros 3 somos pequenos? É claro que sim! Ou então, lá porque jogámos todos na Bwin, vamos agora equiparar-nos à Naval ou ao Paços de Ferreira?

O Treinador é do Benfica? Qual é o problema? Vou olhar para ele com olhos diferentes dos que olhava? Isso, por estarmos em semana de jogo com eles, faz-me crer que ele vai encarar o jogo com menor profissionalismo? Alguém acredita que o Cajuda não é a pessoa que mais quer ganhar este jogo?

Por se dizer que se é benfiquista faltou-se ao respeito ao Vitória? Como é que é? Metamos na cabeça uma coisa: estamos a lidar com profissionais que têm que cumprir o seu trabalho. Tudo o mais é acessório.

Em suma, termino dizendo que, do que eu estou farto mesmo, mas mesmo farto, é de outras coisas que não o discurso do Cajuda.
Estou farto do discurso politicamente correcto, redondo, e bacoco de mundo e meio que gravita no nosso futebol.
Estou farto do nosso discurso típico vitoriano de peito cheio do “somos os maiores”, quando ainda temos muito para andar.
E sobretudo, estou farto de não ganhar nada que se veja… Disso é que eu ando farto há muitos e muitos anos.
Disse.

publicada por Gregório Freixo @ 10:18  

11 Comentários:

  • Às 24 janeiro, 2008 11:06 , Blogger Edmur disse...

    Por alguma razao és o CAPITAO...
    muito bem!!!!!

     
  • Às 24 janeiro, 2008 11:13 , Blogger CASCAVEL disse...

    Meu caro CAPITÃO,
    Vámos por partes.
    O mérito do Manel Cajuda, desde que chegou a Guimarães, é indiscutível.
    Pegou na equipa quando ela andava desesperada pela Liga de Honra e conseguiu o milagre da subida de divisão, em que poucos acreditavam, eu incluido.
    Esse mérito ninguém, de boa fé, lho pode retirar.
    Por isso todos os Vitorianos terão que lhe estar gratos pelo "feito" e eu, nesse aspecto, não fujo à regra.
    Diferente é, muitas vezes (mas muitas mesmo), o discurso dele, com o qual tantas vezes me insurjo.
    Não gosto, depois de perder um jogo, de o ver no "flash inteviu" (não sei se é assim que se escreve!?), de sorriso estampado no rosto; não gosto de perder por 4-1 e ouvi-lo dizer "ainda bem que foi a nós que nos aconteceu isto"; não gosto das subserviências e endeusamentos aos "grandes"; como também não gosto do discurso dele, tantas vezes "anzoneiro".
    Bem sei que ele é livre de dizer o que lhe vai na alma, mas também concordarás comigo que tenho o direito de não gostar daquilo que demasiadas vezes o oiço dizer!
    No mais importante mesmo é ganhar no sábado e, dessa forma, alcançar o 2º lugar.
    Tudo o resto são fait-divers!
    Saudações Vitorianas.

     
  • Às 24 janeiro, 2008 11:49 , Blogger Edmur disse...

    Eu sei Cascavel..preferias discurso à manuel machades... nao ves que o homem é isto!!!!
    para mim discurso de merda era o que eu ouvia da boca de alguns socios do Vitoris antes do cajuda vir.." nao quero o cajuda porque... treinou o Braga"..
    agora, depois do jogo com o estrela, diz o que disse, e certamente saberá porque o disse, e depois vai a Setubal ganhar.. se calhar disse o que tinha que dizer..

    Quando assim é....

     
  • Às 24 janeiro, 2008 15:54 , Blogger ADEMIR ALCANTARA disse...

    Isto é tudo muito lindo....deixa-o passar do 7º ou 8º lugar para baixo e ides ver a memória das pessoas...

    No futebol, não há bons e maus, há os que ganham e os que não...

    E não é só com o Cajuda, os resultados que não apareçam...e vai começar a festa do costume.

    Abraços,


    VIVA O VITÓRIA!!!!

     
  • Às 24 janeiro, 2008 16:12 , Blogger Gregório Freixo disse...

    Meu caro Ademir.
    Isso, infelizmente, é uma verdade tão antiga como o próprio futebol.
    Agora, o que é mesmo singular não é deitar o homem abaixo e não ter memória quando estamos em 7º ou 8º.
    O que é espantoso é estar-se a fazer isso com o Vitória em 3º e com perspectivas de passar a 2º. Isso é que extraordínário.

     
  • Às 24 janeiro, 2008 16:49 , Blogger ADEMIR ALCANTARA disse...

    Bem, acho que estamos a confundir duas coisas.
    Uma são os resultados, e só um perfeito anormal pode por em causa o trabalho do Cajuda até à data.
    Outra substancialmente diferente é o gostar ou não do estilo do homem.

    No meu caso é-me completamente indiferente o que o homem diga desde que consiga resultados, e a mim parece-me que os resultados tem muito a ver com o que ele diz.
    Senão não eram precisos treinadores, qualquer um servia.

    Eu não sou adepto do Cajuda, nem do Milo nem de quem quer que seja, sou adepto do Vitória, e quem conseguir que o Vitória ande bem lá em cima, merece todo o meu apoio e respeito.

    Há coisas muito piores no futebol do que as declarações dos treinadores, por mais infelizes que estas possam ser às vezes.

    Acho que já disse isto aqui umas quantas vezes: VAMOS EM TERCEIRO, CARAGO!!!

    E não digo mais nada até Domingo, porque via das dúvidas....

    Abraços a todos e

    VIVA O VITÓRIA!!!

     
  • Às 24 janeiro, 2008 17:59 , Blogger Pedro Mendes disse...

    Por paragrafos:

    1º - Obviamente de acordo!

    2º - Então a culpa de não ganharmos nada é minha e de outros como eu! tá bem, tá! Mas quando é pra fazer numero e puxar pela equipa já é bom estarmos muitos! Essa, pela vontade que me dá de rir quando a leio, chuto pra canto! Continuo a dizer que não sou Vitoriano para ganhar. senão era portista! Eu a minha parte, e já não é pouca, como quotas e apoio em casa, fora e pelo caminho dou, por isso responsabilidades nas derrotas ou falta de titulos tens tu, porque és "magro"(pra usar um argumento ao nivel do que usaste)
    Acho que continuam a confundir duas coisas: trabalho e discurso!
    Trabalho - do melhor que tenho visto em Guimarães
    Discurso - Do pior que tenho visto em Guimarães. Bacoco e redondissimo!

    3º - São prespectivas! Eu, particularmente detesto essa terminologia de "Grandes". Mas o Mister é que a usou!

    4º e 5º - O treinador ser do Benfica não tem problema nenhum (pra mim tem, mas isso é lá comigo)! Afirma-lo antes do jogo para mim ainda tem mais! Questões que se prendem com a forma como vivo o Vitória e a vida poderiam servir para explicar, mas nem vale a pena perder mais tempo com isso! Se vocês gostam, ainda bem! Eu acho miserável! Se é profissional não tem clube. É do clube onde está no momento.

    6º - Estamos todos fartos de não ganhar nada, mas continuaremos sempre por aqui! Esse Senhor mais ano menos ano vai à sua vida e vai dizer que nós eramos uma loja dos trezentos (vide entrevista ao maisfutebol.iol.pt)

    Pra terminar resta-me dizer que para vocês não há meio termo! Tem que se gostar de tudo! Qualquer dia também tenho que dizer que o Homem é bonito e que adoro o penteado dele!

    E já agora, e quem me conhece bem e sabe como eu vivo o Vitória poderá atestar, se acabarmos o campeonato em 8º, serei o primeiro a defender a continuidade do Mister!

    Adiante!

     
  • Às 24 janeiro, 2008 18:53 , Blogger Gregório Freixo disse...

    Meu caro PM:

    O teu comentário tem um problema: o teor do 1º parágrafo está em contradição com o conteúdo dos restantes.

    Eu, em contrapartida, acredito mesmo naquilo que vem nesse tal parágrafo. Por essa razão, "não chuto para canto" o que tu dizes; não me dá vontade de rir o que tu escreves; nem considero que discutir estas questões contigo seja uma perda de tempo.

    Numa coisa, porém, estou plenamente de acordo contigo: Adiante!

     
  • Às 24 janeiro, 2008 19:02 , Blogger Pedro Mendes disse...

    Disseste que a culpa do Vitória nunca ter ganho nada também é de gajos como eu! A isso, e só a isso, rio-me e continuarei a chutar pra canto!

    Embrácio e adiante!

     
  • Às 24 janeiro, 2008 19:05 , Blogger Pedro Mendes disse...

    O obviamente de acordo, referia-se a respeitarmos as opiniões uns dos outros. Por isso não vejo onde está a contradição.

     
  • Às 24 janeiro, 2008 19:46 , Blogger Edmur disse...

    caro PM,
    há um ditado antigo que reza assim " os que virao bom de mim farao".. quando ele se for falaremos..

    Sobre a mala do carro a beber umas bejecas.. optimo, nao precisamos conduzir...eheheheh...

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page