6.11.07

Assim é que se trabalha!

Ontem o Vitória deu uma lição de personalidade. Ontem, o Vitória foi quase só o seu treinador!
O Vitória de outras épocas, por outras mãos, ao apanhar-se na situação de vantagem numérica, partia imediatamente para o ataque desenfreado e sem regras, abria o flanco ao contra-ataque mortífero, angustiava-se, queria fazer tudo de uma vez. A calma e paciência, o rigoroso controlo da posse de bola na intermediária alheia, o vagar e a concentração que colocou na armação de jogo e a segurança defensiva são a prova última de que Manuel Cajuda é um grande treinador que com o seu saber e experiência, blindou esta equipa, que a tornou imune às pressões, aos apupos, à vontade permanente de muitos adeptos de que se jogue sempre para a frente, sem frieza, com rapidez e se coloquem todos os ovos no cesto do ataque.
Ontem, apesar de excelentes exibições noutros jogos, é que, para mim, o Vitória demonstrou ser uma equipa a sério. Calma, paciente, fria, sabendo guardar a bola e aguardar o deslize. Atacando pela certa e sem pressas.
Parabéns Manuel Cajuda, muito obrigado!

Os meus votos vão para:

1.º Geromel (já vai sendo hábito)
2.º Desmarets (calmo, ponderado, um poço de energia que estava em todo o lado);
3.º Mrdakovic (talvez fosse justo atribuir este lugar ao Alan, mas acho que Miljan esteve esforçado, calmo, bem a segurar a bola, a criar espaços, desmarcou-se a propósito, fez quase tudo bem, mas voltou a não ter a sorte que merecia e um opositor à altura... aquele primeiro remate, é golo de matador, em qualquer lado do mundo, está a subir de produção, por isso o "prémio")

publicada por N'Dinga @ 15:40  

5 Comentários:

  • Às 06 novembro, 2007 21:04 , Blogger Dane disse...

    Ou eu estou a ver a dobrar ou já existia um "post" sobre este jogo.
    Vamos lá a manter alguma organização!

     
  • Às 07 novembro, 2007 11:49 , Blogger CASCAVEL disse...

    Deves andar a ver mesmo a dobrar!?!?!
    É que o post anterior não tem que ver com as incidências do jogo Marítimo-VITÓRIA, mas apenas se reportou ao lançamento do mesmo.
    Tu, que de facto deves andar a ver a dobrar, é que baralhaste isto tudo.
    A Madeira anda mesmo a dar a volta à tua cabeça!!!!!
    Saudações Vitorianas.
    P.S. Pró ano, já sabes, podes reservar para mim um lugar na tua mansão situada na ilha paradisíaca do Dr. Alberto João.

     
  • Às 07 novembro, 2007 16:55 , Blogger Jeremias disse...

    A riqueza deste blog está,entre outras coisas,na diversidade de opiniões.
    Todas elas á volta de uma genuina paixão vitoriana.
    Por isso,deixem-me usar o direito á discórdia para dizer o seguinte:
    vi o jogo na televisão,atento e sofredor,e não vi nenhuma grande exibição do Vitória nem tão pouco uma equipa temida pelo adversário.
    vi duas exibições fraquinhas,a nossa e a deles,recheadas de indisciplina e com um resultado que por acaso foi aquele.
    O Vitória esteve muito tempo em vantagem numérica,não se deu por isso,foi deixando andar e por acaso marcamos um golo e não sofremos nenhum.
    Mesmo com a atenuante de Cajuda se ter visto privado dos dois laterais esquerdos e com isso ter queimado uma substituição (sim uma,porque Fajardo entraria sempre)a verdade é que não dominamos o adversário.
    Soubemos quando muito ir gerindo a expectativa e estando na espreita de uma oportunidade.
    Correu bem.
    Vencemos, que é o que importa ,mas não convencemos.
    Sobre Carlitos reitero o que escrevo noutro comentário; aos jogadores exige-se inteligência.
    A agressão ao jogador do Maritimo foi uma estupidez que nem sequer tem a atenuante de ser no calor de uma disputa de bola mais rispida.
    Simplesmente apeteceu-lhe dar um pontapé ao adversário pondo em causa a vantagem numérica de que dispunhamos.
    É dos tais casos em que os "sumarissimos" faziam todo o sentido.
    Quantoás declarações do Cajuda...deixem-no falar.
    Desde que continue a obter resultados pouco me importa o que diz.
    Não gosto é de ver treinadores justificar insucessos.
    Como não é o caso...

     
  • Às 07 novembro, 2007 16:55 , Blogger Jeremias disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 08 novembro, 2007 12:52 , Blogger N'Dinga disse...

    Caro Jeremias, como se percebe do seu comentário e, de resto, do comentário que fez ao post anterior, vimos o jogo de perspectivas completamente diferentes. Eu, de indisciplina, sinceramente, só vi uns 15 ou 20 minutos. Depois vi o Marítimo a só conseguir ultrapassar a linha do meio campo (não estou a falar de criar perigo, falo mesmo de ultrapassar a linha sequer) umas 3 vezes durante os segundos 45m, excepção feita ao tudo por tudo final (5m) que era o que lhes competia.
    Agressões, com a maior objectividade de que disponho, só vi uma: a do Bruno ao Flávio. Vi, isso sim, um jogador em claríssima perda de faculdades a fazer um péssimo jogo (os 90m) e a ter uma entrada despropositada que, quando muito, pode ser classificada de tentativa de agressão e não de agressão pois a verdade é que o dito pontapé não atinge ninguém, só se for o joelho, de raspão... Pelo que, volto a dizer, não acho que tenhamos sido beneficiados pela arbitragem, são situações completamente diferentes e, para mim, incomparáveis.
    Depois, como disse, vi paciência, personalidade, calma e persistência. Vi o Vitória a fazer aquilo que se costuma gabar aos italianos e desdenhar nos nossos: segurar a bola no meio campo adversário, esperar pacientemente que o adversário acantonado falhe e finalizar, com o cinismo próprio de quem sabe esperar a sua oportunidade, sem abrir o flanco ao contra-ataque e ao desiquilíbrio. Claro que prefiro ver o Vitória a "massacrar" em velocidade e boas trocas de bola e pormenores técnicos empolgantes, mas não era jogo para isso e a equipa percebeu-o muito bem!
    Fraquinhos, fraquinhos foram os tais 15 ou 20m do final da primeira parte em que tudo eram encontrões, sarrafadas, cacete e passes descoordenados, mas... em 90m... é muito pouco.

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page