5.10.10

Ainda não acredito...

Não acredito que o Tosc(an)o falhou aquele golo!
Não acredito que a única vez que o Edgar sofreu uma falta, tinha logo que ser dentro da área do fcp.
Não acredito que o jovenzito ache o segundo amarelo "algo forçado".
Não acredito que o Faouzi se tenha lesionado logo a seguir...
Mas o que me esta mesmo a custar acreditar é na forma como aquele último canto foi marcado.
Jogamos com medo e por isso o resultado até nos serve perfeitamente mas aquele último lance... Respeito é uma coisa e o medo é outra. A falta de coragem de tentar marcar um golo naquela que seria a última jogada do encontro é imperdoável. Tinhamos medo de um contra-ataque? Então mostravamos respeito e subia só um central...
A última coisa em que ainda não acredito é nas declarações do chavalito. Lembro-me quando era miúdo(8/9 anos) que os meus pais utilizavam a expressão perfeita para esta situação "...cresce e aparece...". Dizem as más línguas que o pc pediu à sua acompanhante para o ir reconfortar e que confrontado com esta possibilidade o jovem viajou até ao porto no colo da brasileira(que segundo um amigo meu, bom sou eu) sem tirar o dedo da boca. Fica aqui a dica para uma próxima caricatura...
Resta-me votar:
1- Bruno Teles - porque fora o golo não vi o hulk
2- "Não Acredito" Alex - porque não vi o varela
3- Faouzi - pelo golo em tão poucos minutos

Já agora...será que o bacalhau tinha espinhas?

publicada por Dane @ 02:40  

4 Comentários:

  • Às 05 outubro, 2010 16:29 , Blogger Saganowski disse...

    Depois de ouvir as declarações do Villas-Boas só me apetece perguntar: "Hulkê"???

     
  • Às 06 outubro, 2010 12:02 , Blogger Jeremias disse...

    As perplexidades do DANE são também as minhas.
    Especialmente em relação aquele ultimo canto em que demos uma imagem um bocadinho "provinciana".
    Quanto ao resto do jogo,pese embora uma primeira parte algo pobre,creio que o Vitória jogou na estratégia adequada face a um adversário mais forte.
    Continuo a não perceber(cada vez menos) as titularidades obrigatórias de Cleber e Edson e o ostracismo a que está votado Douglas.
    De uma coisa tenho a certeza: Em Janeiro é preciso ir ao mercado buscar um número 10 se MM continuar a não apostar consistentemente em Rui Miguel.
    O meio campo é mesmo o sector mais fraco.
    NAda que não se previsse.
    Os melhores:
    1)Bruno Teles
    2)Alex
    3)Faouzi

     
  • Às 06 outubro, 2010 21:26 , Blogger CASCAVEL disse...

    Foi pena.
    Depois de uma primeira parte fraquinha, na segunda equilibramos o jogo e podíamos ter ganho.
    Contra um fcp distante do que de melhor apresentou em Guimaraes nas últimas temporadas.
    E não ganhámos porque o Toscano falhou um golo incrível (como foi possível?) ou porque no último lance do jogo, na marcação dum canto, o VITÓRIA não tentou o golo.
    Não ganhámos fundamentalmente porque o árbitro não quis marcar (como é possível?) um penalty absolutamente escandaloso, ou porque não expulsou o Fucile nesse lance ou, finalmente, porque perduou um cartão vermelho ao Fernando no lance em que (maldosamente) se substituiu ao árbitro e "expulsou" do campo o Faouzi, equilibrando, com o notável comportamento, o número de jogadores em campo quando de facto, se fossem cumpridas as regras, tinhamos que ter jogado contra 10 (ou 9) os últimos 15 minutos de jogo.
    Esta é que é a verdade dos factos.
    Tudo o resto são desculpas de mau pagador ou, se preferirem, imbecilidades estarolas.
    Nada a que, no entanto, não estejamos habituados.
    No entanto, e para cúmulo, o "catraio de cabelo oxigenado" ainda teve o desplante, no final do jogo, de dizer que foi prejudicado pela arbitragem.
    Como? O menino é capaz de repetir?
    É por atitudes (e comportamentos) como estes que não há paciência para a estarolada.
    Reclamava o "tal catraio" que os jogadores do VITÓRIA foram violentos e que foi "perdoado" um penalty ao VITÓRIA.
    Sobre o "penaty fantasma", de tão ridículo, nem vale a pena falar.
    Sobre a agressividade Vitoriana só me apetece dizer o seguinte: um jogador nosso saíu do campo em maca e deles, que me recorde, não saiu ninguém com maselas físicas.
    E porque nestas coisas é necessário ter memória, apetece-me trazer à colação o seguinte: contra os tripeiros a conta corrente, até hoje, apresenta o seguinte saldo: 2 jogadores do VITÓRIA foram obrigados a terminar a carreira em jogos contra eles (René Weber e Lixa) e outros dois (Douglas e Faouzi) vão ser obrigados a paragens mais ou menos prolongadas.
    É necessário apontar o dedo acusador?
    Do lado deles, em quase 40 anos, não me lembro de qualquer jogador lesionado.
    Esta gente é vergonhosa.
    Mas o que mais gozo deu foi ver a debandada de PC e respectiva comandita ("minina" estilo sub-21, com muito bom aspecto, incluída) no final do jogo.
    OS MELHORES:
    1. RICARDO.
    2. J. PAULO.
    3. FAOUZI.
    P.S. Só tive mesmo pena que não tivessemos ganho o jogo com uma roubalheira do tamanho do mundo.
    Mas essa sorte, como todos sabemos, nunca havemos de ter.

     
  • Às 06 outubro, 2010 21:26 , Blogger CASCAVEL disse...

    Foi pena.
    Depois de uma primeira parte fraquinha, na segunda equilibramos o jogo e podíamos ter ganho.
    Contra um fcp distante do que de melhor apresentou em Guimaraes nas últimas temporadas.
    E não ganhámos porque o Toscano falhou um golo incrível (como foi possível?) ou porque no último lance do jogo, na marcação dum canto, o VITÓRIA não tentou o golo.
    Não ganhámos fundamentalmente porque o árbitro não quis marcar (como é possível?) um penalty absolutamente escandaloso, ou porque não expulsou o Fucile nesse lance ou, finalmente, porque perduou um cartão vermelho ao Fernando no lance em que (maldosamente) se substituiu ao árbitro e "expulsou" do campo o Faouzi, equilibrando, com o notável comportamento, o número de jogadores em campo quando de facto, se fossem cumpridas as regras, tinhamos que ter jogado contra 10 (ou 9) os últimos 15 minutos de jogo.
    Esta é que é a verdade dos factos.
    Tudo o resto são desculpas de mau pagador ou, se preferirem, imbecilidades estarolas.
    Nada a que, no entanto, não estejamos habituados.
    No entanto, e para cúmulo, o "catraio de cabelo oxigenado" ainda teve o desplante, no final do jogo, de dizer que foi prejudicado pela arbitragem.
    Como? O menino é capaz de repetir?
    É por atitudes (e comportamentos) como estes que não há paciência para a estarolada.
    Reclamava o "tal catraio" que os jogadores do VITÓRIA foram violentos e que foi "perdoado" um penalty ao VITÓRIA.
    Sobre o "penaty fantasma", de tão ridículo, nem vale a pena falar.
    Sobre a agressividade Vitoriana só me apetece dizer o seguinte: um jogador nosso saíu do campo em maca e deles, que me recorde, não saiu ninguém com maselas físicas.
    E porque nestas coisas é necessário ter memória, apetece-me trazer à colação o seguinte: contra os tripeiros a conta corrente, até hoje, apresenta o seguinte saldo: 2 jogadores do VITÓRIA foram obrigados a terminar a carreira em jogos contra eles (René Weber e Lixa) e outros dois (Douglas e Faouzi) vão ser obrigados a paragens mais ou menos prolongadas.
    É necessário apontar o dedo acusador?
    Do lado deles, em quase 40 anos, não me lembro de qualquer jogador lesionado.
    Esta gente é vergonhosa.
    Mas o que mais gozo deu foi ver a debandada de PC e respectiva comandita ("minina" estilo sub-21, com muito bom aspecto, incluída) no final do jogo.
    OS MELHORES:
    1. RICARDO.
    2. J. PAULO.
    3. FAOUZI.
    P.S. Só tive mesmo pena que não tivessemos ganho o jogo com uma roubalheira do tamanho do mundo.
    Mas essa sorte, como todos sabemos, nunca havemos de ter.

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page