20.10.04

Vem aí jogo de vida ou morte.

Em condições normais, o próximo jogo do Vitória levaria inapelavelmente a uma chicotada psicológica (fosse cá ou em Barcelos). Na verdade, ambos os clubes têm tido resultados e exibições muito fracas, pelo que ambos os "misters" estariam com a corda no pescoço.
Digo estariam porque me dá a ideia de que, dada a relação muito próxima existente entre Vítor Magalhães e Manuel Machado, este terá, mesmo em caso de futuros maus resultados, uma certa margem de manobra. É claro que todos sabemos que essa margem não é eterna, sobretudo em clubes como o nosso em que a massa associativa é muito exigente nestas coisas.
De qualquer forma, devo dizer que defendo com unhas e dentes o princípio segundo o qual se deve deixar os treinadores trabalharem com tranquilidade, devendo a Diracção ser imune às inúmeras pressões por parte dos associados que volta e meia pedem a cabeça do treinador.
Sou completamente contra a dança de treinadores que se verificou no passado no nossso clube, e lembro que nos clubes de maior sucesso relativo em Portugal nos últimos anos (Porto e Boavista) as chicotadas se podem contar pelos dedos de uma mão. O que quer dizer alguma coisa.
Concluindo, embora tenha grandes críticas à actuação do nosso treinador (nos próximos posts podemos ir a elas), creio que não teríamos muito a ganhar em entrar na dança das chicotadas. Estabilidade precisa-se.

publicada por Gregório Freixo @ 12:39  

1 Comentários:

  • Às 20 outubro, 2004 17:03 , Blogger Pedro Mendes disse...

    De vida ou de morte não sei se é a melhor expressão (Só se for para o clube de Barcelos).
    E explico: O Sr. Vítor Magalhães, sendo um homem coerente, e que sempre afirmou durante a campanha eleitoral que não é de ceder a pressões, não vai agora, contra aquilo que ele próprio disse e pensará.
    Mas também acho que num clube como o Vitória não devem, nem podem, existir relações próximas entre Presidente e Treinador. Tanto um como outro estão lá para desempenhar como melhor sabem as suas funções. E o primeiro está lá para despedir quem não estiver a cumprir as suas funções da melhor forma (Do Roupeiro ao Treinador). O que para já não me parece ser o caso.
    Na minha ideia, despedir um treinador porque perdeu com o Porto, Benfica, Braga (Bairrismos à parte) e Nacional, clubes que lembre-se acabaram a ultima época em lugares que dão direito a participar nas competições europeias, não me parece justo. Nem me parece, sinceramente, proveitoso para o NOSSO Vitória.
    É certo também que o Vitória, se afirmou no início da época como concorrente destes dois últimos, (nem outra coisa esperava eu como Vitoriano) mas vamos ter calma. Os campeonatos não terminam à 7ª jornada e eles ainda vão perder muitos pontos.
    Despedir, não é a melhor solução, mas tentar incutir outra mentalidade, já seria uma boa opção. Eu sempre fui da opinião, que uma equipa, revela em campo, o comportamento que lhe é transmitido pelos seus superiores (Direcção, Técnicos e Publico). Eu tenho 28 anos de sócio e de ver futebol em Guimarães e nunca vi o publico aplaudir a falta de ambição. A direcção também me parece uma “equipa ganhadora”. Logo, deduzo que a falta de ambição está na equipa técnica e/ou no plantel. Deve-se ir atrás das vitórias desde o início do jogo, e não quando as coisas começam a correr mal. Colocar uma equipa defensiva em campo, passa aos jogadores uma mentalidade defensiva. E uma equipa defensiva, para mim, não é aquela que joga com poucos avançados, é uma equipa em que não há ligação do meio campo pró ataque porque os médios que estão a jogar, têem cultura defensiva (que saudades que eu tenho do Pedro Mendes). E depois, porque o futebol é assim, sofre-se um golo, (caso de Braga e Nacional), e lá vemos a “dança” de avançados (ainda por cima de qualidade duvidosa), aos trinta e poucos minutos de jogo. Em vez de se tirar um médio de cultura defensiva para meter um avançado, ao qual as bolas não chegam, não seria melhor trocar por um médio mais ofensivo??? Quando é assim, é difícil marcar golos…
    Esta é a grande pecha que eu vejo no NOSSO Treinador. Mas vejo nele um homem evoluído intelectualmente, e que pode ultrapassa-la se essa for a sua vontade. Apoio este homem, e nunca o assobiarei, enquanto ele envergar as nossas cores e espero que consiga dar a volta a esta situação que começa a ser preocupante. Até porque é um Vimaranense de gema, e de uma vez por todas, demonstremos que “alem de bons padrastos, conseguimos ser bons pais”.
    Posto isto, gostaria de dar os parabéns aos promotores deste blogg, acima de tudo porque é um espaço de discussão que faltava sobre a Nossa Grande Paixão, o Vitória SC. E dizer que domingo lá estarei, (Pela primeira vez este ano vou ver o VSC ao vivo, facto que se deveu a motivos profissionais), confiante que os únicos adeptos que vão ter um jogo de “morte” serão os gilistas. E peço desde já desculpa se me alonguei nos comentários.
    Saudações Vitorianas

     

Enviar um comentário

Efectuar comentários é absolutamente livre, neste blogue. Não serão, no entanto, admitidos insultos aos seus membros ou ao Vitória Sport Clube.

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

 

Locations of visitors to this page